David Ellefson
Foto via Wikimedia Commons
 

A demissão de David Ellefson do Megadeth e seu suposto envolvimento com uma menor de idade são assuntos que continuam rendendo.

A informação mais recente está relacionada à verdadeira data em que o baixista ficou ciente de que seria afastado da banda.

O site do jornal Arizona Republic (via Blabbermouth) revelou mais detalhes do documento que Ellefson deixou registrado no Departamento Policial de Scottsdale, em que ele alega que imagens sexualmente explícitas suas foram distribuídas ilegalmente por criminosos desconhecidos.

Um dos pontos foi justamente ter explicado sua relação com uma garota holandesa e provado que ela tem 19 anos e não menos, como foi indicado nas acusações iniciais, através da apresentação de uma carteira de motorista reconhecida como verdadeira pela polícia.

Além disso, o relatório do músico informa o real período em que ele foi desligado do Megadeth.

Vídeo exposto e demissão de David Ellefson

Segundo o jornal, o ex-baixista da banda de metal tomou conhecimento do vídeo em 9 de Maio quando alegaram no Instagram que “David Ellefson do Megadeth é um pedófilo”.

O músico disse à polícia que a administração da banda foi informada no mesmo dia, mas o artista foi instruído a “ficar quieto” pois o acusador já teria feito anteriormente comentários semelhantes sobre outros membros do Megadeth.

Porém, eles não contavam que o vídeo íntimo de Ellefson com a jovem seria disponibilizado online e iria viralizar nas redes sociais.

Depois disso, David relatou às autoridades que, em 14 de Maio, foi notificado pela banda que os integrantes pretendiam se separar dele. E três dias depois, em 17 de Maio, ele foi demitido.

A grande questão é que o público só foi informado oficialmente sobre a saída de David Ellefson no dia 24 de Maio, 10 dias após ele ter sido avisado da demissão.

O anúncio foi escrito pelo frontman da banda, Dave Mustaine, que citou um “relacionamento já deteriorado” entre a banda e Ellefson e informou que com a revelação do vídeo seria “impossível” continuar com o trabalho em conjunto.

Poucos dias depois o baixista também se pronunciou sobre a demissão e reforçou que já estava tratando a situação do vídeo de forma legal. O relatório, aliás, indica que David tem a intenção de entrar com processo pela divulgação ilegal de seus vídeos íntimos.

Até agora o Megadeth, que entrará em turnê no dia 20 de Agosto, não anunciou quem será o substituto de Ellefson.

LEIA TAMBÉM: Ex-produtor do Megadeth diz que David Ellefson fez “o que todo músico faz”, mas defende demissão

 
Compartilhar