Imagine Dragons Breno Galtier Lolla
Foto: Breno Galtier/Lollapalooza
 

Dan Reynolds, vocalista do Imagine Dragons, disse que tem sido ameaçado de morte por ser ativista da causa LGBTQIA+.

O artista, que é um homem heterossexual, contou recentemente em uma entrevista à Attitude que algumas pessoas não estão gostando que ele seja um aliado e defenda publicamente os direitos de pessoas do movimento, e por isso ele precisou envolver o FBI.

Coisas estranhas aconteceram comigo, recebi ameaças de morte. Tive que envolver o FBI. Pessoas não estão felizes [comigo] sendo um aliado. Dito isso, tenho uma equipe poderosa e eles cuidaram disso.

Sobre as ameaças e a razão dele se expor para falar sobre o assunto, Reynolds acrescentou:

Não sou um mártir, mas isto é uma realidade. Só falo disso para que as pessoas percebam que continua sendo um problema real. E se você não acha que é, envolva-se e verá. Há muitas pessoas que estão muito, muito zangadas… e do lado errado.

Dan Reynolds e a causa LGBTQIA+

O frontman do Imagine Dragons é um dos fundadores do LOVELOUD, uma fundação que tem como intuito apoiar a juventude LGBTQIA+. O músico contou um pouco sobre o que vem aprendendo a partir da iniciativa.

O que descobri é que a comunidade LGBTQ+ está procurando aliados e apoio. Especialmente nossos jovens, alguns dos quais estão em transição ou ainda não se assumiram para suas famílias. Eles estão procurando por nós para progredirmos. Muitas pessoas heterossexuais que conheço dizem ‘mas os pronomes são difíceis para mim …’ Não é nada, em primeiro lugar.

Dan Reynolds completou dizendo que as pessoas precisam fazer “um pouco de esforço” e afirmou que até seus quatro filhos, que têm menos de nove anos de idade, sabem usar os pronomes.