Roger Waters em Curitiba
Foto por Aline Krupkoski
 

Uma carta assinada por mais de 600 músicos pede por um boicote a Israel como demonstração de apoio à Palestina.

A publicação vem dias após ataques entre os dois territórios e pede por “justiça, dignidade e o direito à independência para o povo palestino e todos os que estão lutando contra a expropriação colonial e a violência em todo o planeta”.

Entre os que assinaram estão nomes como Rage Against the Machine, Roger Waters (Pink Floyd), Serj Tankian (System of a Down), Run the Jewels, Godspeed You! Black Emperor, Black Thought e Questlove (The Roots), Thurston Moore (Sonic Youth), Julian Casablancas (The Strokes), Chromeo, Nicolas Jaar, NonameOwen Pallett e muitos outros.

A carta, que pede para que músicos e bandas não se apresentem mais em Israel, ainda diz:

Pedimos que você se junte a nós com seu nome nessa recusa de tocar nas instituições culturais cúmplices de Israel e que permaneça firme em seu apoio ao povo palestino e seu direito humano à soberania e liberdade. Acreditamos que isso é crucial para um dia vivermos em um mundo sem segregação e apartheid.

A cumplicidade com os crimes de guerra israelenses é encontrada no silêncio, e hoje o silêncio não é uma opção. O silêncio não é uma opção, já que o brutal bombardeio israelense à sitiada Gaza ceifou mais de 245 vidas nas últimas semanas. O silêncio não é uma opção, já que os residentes de Sheikh Jarrah na Jerusalém ocupada são continuamente forçados a deixar suas casas.

Confira a lista completa aqui e leia a carta em inglês abaixo.

Carta aberta de boicote a Israel

Foto via Consequence of Sound