Billy Corgan entrevistando Nick Cave
Reprodução/YouTube
 

Ah, a MTV dos anos 90! Um verdadeiro prato cheio de nostalgia quando encontramos vídeos perdidos no YouTube, como por exemplo o da ocasião em que Billy Corgan, líder do Smashing Pumpkins, foi convidado para entrevistar o lendário Nick Cave.

Foi lá no Lollapalooza de 1994 que isso aconteceu, como parte de uma edição especial do programa 120 Minutes. Só que o papo, que tinha tudo para ser de admiração mútua entre dois ícones do Rock alternativo, acabou tomando uma direção não muito legal.

A conversa já começou com o pé esquerdo quando Billy abre com uma pergunta totalmente básica e clichê: “Nick, como você se envolveu com o Lollapalooza?”. Claramente sem paciência, o cantor responde:

Bom, meu empresário me ligou e disse que eu ia fazer isso. [pausa] Basicamente, a gente só decidiu que deveria abordar os EUA de uma maneira diferente. A gente esteve tocando aqui muitas vezes antes e… Eu já fiz essa mesma entrevista… Essas perguntas são suas? Eu já fiz isso com a MTV.

Sem graça, Corgan diz que as perguntas não são pensadas por ele e afirma que vai fazer outra. Sem ler sua “cola”, dando a entender que estaria improvisando e tentando pensar em algo diferente, o líder dos Pumpkins diz:

Parece que muitas bandas europeias, especialmente britânicas, têm problemas em fazer sucesso nos EUA. E eu acho que essa é uma boa ideia pra vocês, mas por que você acha que essa abordagem vai funcionar diferentemente do que as abordagens passadas?

Já percebeu a bola fora? Se não, Nick deixou bem claro em sua resposta:

Eu acho que são só mais pessoas, basicamente. [pausa] Nós não somos ingleses.

Billy imediatamente se corrige, lembrando que Nick e sua banda são australianos, mas tenta justificar dizendo que há uma “forte identificação” com o país europeu pois ele havia se mudado pra lá. Não é o suficiente para Cave, que cita a presença de alemães, ingleses e até um cidadão dos EUA na equipe dos Bad Seeds.

Corgan se complica ainda mais, afirmando que “para nós dos EUA, é tudo um grande país” e que ele está agindo como “o adolescente típico” do país. O australiano, então, questiona a idade do colega de profissão — que tinha 27 anos na época — e rebate dizendo que ele “não é um adolescente”. Enfim, os dois concordam em uma coisa: Billy Corgan tem a mentalidade de um adolescente.

Quanto climão! Você pode ver tudo isso pelo vídeo abaixo e sentir bastante vergonha alheia.

Billy Corgan entrevistando Nick Cave em 1994