Travis Barker autografa biografia
Foto de Travis Barker via Shutterstock
 

Travis Barker afirmou que vai dar um importante passo em sua vida muito em breve.

O baterista do blink-182 confirmou em entrevista que, em breve, deve entrar em um avião pela primeira vez desde 2008. Naquele ano, o músico foi um dos únicos sobreviventes de uma queda fatal.

Em conversa com a revista Men’s Health (via Loudwire), Barker falou sobre seu plano para superar esse medo, que inclui alguém próximo como ajudante. Quando o dia chegar, ele saberá que vai voar apenas algumas horas antes, arrumará então as suas malas e seguirá para o aeroporto.

Ele ainda completou:

Há um milhão de coisas que podem acontecer comigo. Eu poderia morrer andando de skate. Posso sofrer um acidente de carro. Eu poderia levar um tiro. Tudo pode acontecer. Eu poderia ter um aneurisma cerebral e morrer. Então, por que eu ainda deveria ter medo de aviões? Eu tenho que [voar novamente]. Quero fazer essa escolha para tentar superar isso.

Vai dar certo!

Acidente de Travis Barker

Em 2008, Barker estava voando ao lado de dois pilotos, seu assistente Chris Baker, o segurança Charles Still e Adam “DJ AM” Goldstein. Travis e Adam foram os únicos sobreviventes da queda — o DJ morreu um ano depois vítima de uma overdose.

Ao falar sobre a perda do amigo, o baterista reflete:

Quando ele se foi, eu fiquei tipo, ‘Que merda. Eu sou o único no meu clube. Sou só eu agora’. E eu encontro minhas maneiras de lidar com isso.

Travis Barker relembra que sofreu com transtorno de estresse pós-traumático, e que até viagens de ônibus o deixavam em pânico. De acordo com o músico, ele começou a superar seus medos com muita terapia e com o tempo.

O baterista ainda afirmou que o acidente o fez largar as drogas e outros excessos em sua vida.

As pessoas estão sempre tipo, ‘Você foi para a reabilitação?’ E eu [digo], ‘Não, eu estive em um acidente de avião’. Essa foi a minha reabilitação. Perder três de meus amigos e quase morrer? Essa foi a minha chamada para acordar. Se eu não estivesse em um acidente, provavelmente nunca teria [deixado as drogas].

blink-182 no Brasil

Vale lembrar que a banda californiana nunca fez um show no Brasil e as chances disso acontecer diminuíram drasticamente desde o acidente do baterista.

Caso ele volte a viajar de avião no futuro próximo e tenha confiança nisso, seria incrível ter o blink em um festival brasileiro assim que a população estiver vacinada contra a COVID-19 e puder frequentar aglomerações de forma segura, não é mesmo?

 
Compartilhar