Marilyn Manson em 2015 no Rock on the Range
Foto de Marilyn Manson via Shutterstock
 

Marilyn Manson é alvo de novas acusações, que dessa vez não estão relacionadas às recentes denúncias de ataques sexuais.

O cantor, cujo nome de batismo é Brian Warner, está sendo procurado pela polícia de New Hampshire depois que foi emitido um mandado de prisão contra ele.

O Departamento de Polícia de Gilford utilizou sua página no Facebook na noite desta terça-feira (25) para compartilhar um comunicado explicando que o músico supostamente não respondeu às acusações pendentes que se tratam de duas agressões realizadas durante um show em 2019.

Warner, seu agente e seu advogado estão cientes do mandado há algum tempo e nenhum esforço foi feito por ele para retornar a New Hampshire para responder às acusações pendentes.

De acordo com relatos feitos pelas autoridades policiais à Fox News, Marilyn Manson estava realizando um show no Bank of New Hampshire Pavilion em 18 de Agosto de 2019 e uma cinegrafista, contratada por uma empresa para gravar o show, estava no pit em frente ao palco onde teriam ocorrido as agressões.

O comunicado afirma que o caso não é “de natureza sexual” e caso condenado, o cantor pode ficar preso por pouco menos de um ano, além de pagar uma multa de US$ 2 mil.

Relato das agressões e resposta de Marilyn Manson

Três fontes que estavam no evento informaram à People que Manson teria cuspido e “atirado seu catarro” na câmera da profissional durante o show.

Ele estava cuspindo em todos os lugares e uma vez caiu na câmera dela, então ela limpou e parecia semi-irritada. Ele percebeu isso e continuou cuspindo de propósito na câmera dela.

Acho que a gota d’água foi que ele caiu no chão, ficou a cerca de 2-3 pés dela e disparou um foguete gigante contra ela, não na câmera. Ela ficou irritada e enojada, então saiu disparada e ele apenas riu.

O advogado de Manson, Howard King, enviou uma declaração ao portal informando que a ação de contravenção foi processada depois que a cinegrafista teria pedido US$ 35 mil pelos danos causados em sua câmera.

Não é segredo para ninguém que assistiu a um show do Marilyn Manson que ele gosta de ser provocativo no palco, especialmente à frente de uma câmera. Esta ação judicial de contravenção foi processada depois que recebemos um pedido de uma cinegrafista de um local de mais de US$ 35.000 depois que uma pequena quantidade de cuspe entrou em contato com o braço dela.

Depois que pedimos evidências de quaisquer danos alegados, nunca recebemos uma resposta. Toda essa afirmação é ridícula, mas continuamos comprometidos em cooperar com as autoridades, como sempre fizemos.

Denúncias contra Marilyn Manson

Desde o início do ano, após a ex-noiva de Manson, Evan Rachel Wood, ter falado abertamente sobre seu relacionamento com o cantor, ele vem sendo acusado por diversas mulheres que alegam terem sido vítimas de abuso sexual e agressões.

Recentemente, Manson foi processado por sua ex-companheira, a atriz Esmé Bianco por estupro e tráfico humano e também por sua ex-assistente Ashley Walters que alega ter sofrido abusos físicos e psicológicos.

UPDATE: 05.25.21 @ 8PM

The Gilford Police Department has an active arrest warrant for Brian Hugh Warner (aka: Marilyn…

Publicado por Gilford Police Department em Terça-feira, 25 de maio de 2021

 

 
Compartilhar