Geddy Lee, do Rush
Foto de Geddy Lee via Shutterstock
 

O vocalista, baixista e tecladista do Rush, Geddy Lee, surpreendeu os fãs ao revelar como um telefonema de Robert Plant, líder do Led Zeppelin, ajudou a colocar o trio canadense novamente de pé quando tudo parecia estar prestes a ruir.

Em entrevista para a nova edição da Classic Rock Magazine (via LouderSound), o veterano músico afirmou que o Rush vivia uma fase muito complicada após a morte precoce da filha do baterista Neil Peart.

A jovem se chamava Selena e foi vítima fatal de um acidente de carro ocorrido em Agosto de 1997, aos 19 anos. Segundo Lee, seu grupo entrou em um longo hiato da indústria do entretenimento após o trágico episódio.

O processo de retomada começou então quando Plant ligou para os integrantes do Rush e ajudou a tirá-los do limbo emocional em que se encontravam:

Page e Plant estavam em turnê com o álbum ‘Walking Into Clarksdale’ (1998) e eles vieram para Toronto. Alguém continuou ligando para o nosso escritório para dizer que falavam em nome de Robert Plant e eles precisavam falar comigo. Ninguém acreditou, mas era ele mesmo.

A lembrança de Lee se referia ao show do duo Zeppelin no dia 4 de Julho de 1998, no Molson Amphitheatre. Ele continuou elaborando:

Nós estávamos em um hiato depois que Selena faleceu e não estávamos em um bom lugar. Eu liguei de volta para o Robert, e ele queria que nós fossemos para o show deles (Page & Plant), e eu estava bastante para baixo naquele momento. E ele disse, ‘Não, venha para o show e a gente conversa’. Ele entendia o que estava rolando com a banda. Eu lembro dele dizer: ‘Você precisa retomar sua vida, e logo é melhor do que tarde. Então levanta esse rabo até aqui’. Então eu liguei para o Alex (Lifeson, guitarrista) e nós fomos ver Page & Plant.

Nada como uma mão estendida quando a gente está por baixo, né?

LEIA TAMBÉM: Rush: Alex Lifeson se diz empolgado para voltar a tocar com Geddy Lee