Gwyneth Paltrow no festival de Veneza, 2011
Foto Stock via Shutterstock
 

Não temos nem trocadilhos suficientes para esta matéria, mas vamos lá: Gwyneth Paltrow, que agora vende velas com o cheiro de sua vagina, está sendo processada porque elas também… explodem.

A Goop, empresa da atriz, começou a vender em janeiro de 2020 uma vela chamada “This Smells Like My Vagina”. Uma mulher residente no Reino Unido já havia denunciado o potencial explosivo do item, e um homem americano também alegou o mesmo. Ele está pedindo mais de 5 milhões de dólares por danos físicos.

De acordo com documentos judiciais obtidos pelo TMZ (via CoS), Colby Watson afirma ter comprado a vela em janeiro e a acendido pela primeira vez em fevereiro. Depois de queimar por “quase três horas”, a vela vaginal (?) começou a pegar fogo por completo, explodindo em cacos de vidro e cera quente.

O portal internacional aponta que a Goop até avisa em seu produto que o ideal é não queimá-la por mais de duas horas. Mas precisava explodir, gente?

Em resposta, a empresa disse:

Estamos confiantes de que essa alegação é exagerada e uma tentativa de garantir um pagamento descomunal de um produto de qualidade. Apoiamos as marcas que comercializamos e a segurança dos produtos que vendemos.

Será?

LEIA TAMBÉM: Que cagada: homem “ataca” bar de Kid Rock com bolsa de colostomia

 
Compartilhar