Demi Lovato revela que se identifica como uma pessoa não-binária
Reprodução / Twitter
 

Demi Lovato usou suas redes sociais para anunciar que se identifica como uma pessoa não-binária, ou seja, aquela que não se classifica exclusivamente em nenhum dos gêneros binários: feminino ou masculino.

Com isso, Lovato optou por utilizar a partir de agora os pronomes “they/them“, que são neutros na língua inglesa.

Aqui no Brasil, convencionou-se usar palavras com “el”, “els” (com a pronúncia “éu”) ou, em ambientes de palavra escrita como a Internet, “elxs”.

Revelação de Demi Lovato

A revelação foi feita através de um vídeo para divulgar o seu novo podcast 4D com Demi Lovato e também em publicações na conta do Twitter de Demi.

No último ano e meio, tenho feito um trabalho de cura e autorreflexão. E por meio disso, eu tive a revelação de que me identifico como não-binária.

Dito isso, eu mudo oficialmente meus tratamentos para they/them. Eu sinto que isso representa melhor a fluidez que sinto na minha expressão de gênero e me permite ter mais autenticidade, verdade e mostra a pessoa que eu realmente sou e que ainda está se descobrindo.

Ao continuar falando sobre o assunto, Lovato deixou claro que no momento não pretende ser porta-voz e nem especialista sobre o tema.

Demi tem como intuito usar sua plataforma para gerar discussões com outras pessoas não-binárias na esperança de educar e poder também se informar e compartilhar informações com o público “para que nós, como muitos outros, possamos viver nossas vidas autenticamente”.

Estou fazendo isso por aqueles que não têm sido capazes de compartilhar quem realmente são com seus entes queridos. Por favor, continuem vivendo em suas verdades e saibam que estou enviando muito amor para vocês.

Continua após o vídeo

Demi Lovato

Lovato, que também se identifica como pansexual, comentou que passou a prestar mais atenção em si após sofrer uma overdose de drogas quase fatal em 2018 (via CoS):

Quando eu tive uma overdose, sinto que a razão disso acontecer foi porque eu estava ignorando minha verdade, e eu estava suprimindo quem eu realmente sou para agradar estilistas, ou membros da equipe, ou isso ou aquilo, ou mesmo fãs que queriam que eu fosse uma estrela pop feminina e sexy.

Eu pensei que era o que eu deveria ser e agora percebo que é muito mais importante viver a sua verdade do que se suprimir, porque esse é o tipo de coisa que acontece quando você faz isso.

Em Abril, Demi lançou o disco Dancing With the Devil: The Art of Starting Over acompanhado por um documentário de mesmo nome que aborda a luta contra seus vícios e outros temas delicados vividos por Lovato.

 
Compartilhar