Gene Simmons critica Hall da Fama do Rock por ausência de Iron Maiden e RATM
 

A ausência do Iron Maiden no anúncio dos artistas escolhidos para a “classe” de 2021 do Hall da Fama do Rock And Roll está dando o que falar.

O músico mais recente a comentar sobre o assunto foi Gene Simmons, baixista e backing vocal do KISS, que manifestou sua indignação com a exclusão da lendária banda de metal e também do Rage Against The Machine.

Compartilhando uma reportagem sobre os selecionados para a indução ao Hall da Fama do Rock, Simmons escreveu em sua conta do Twitter:

Hall da Fama do Rock And Roll é uma farsa por não incluir o [Iron] Maiden. Me dá nojo!

Em seguida, o icônico artista falou também sobre a ausência do RATM:

Infelizmente, Rage Against The Machine foi excluído do Hall da Fama do Rock. A instituição deveria ter vergonha de si mesma…

Gene Simmons foi o segundo integrante do KISS a comentar sobre a situação do Iron Maiden.

Semanas antes de encerrar a votação popular, que deixou o Maiden em quarto lugar, o vocalista e guitarrista Paul Stanley declarou em sua conta do Twitter que é uma “insanidade” a banda britânica ainda não ter sido introduzida.

Iron Maiden no Hall da Fama do Rock

O importante grupo que praticamente criou uma vertente do Heavy Metal se tornou elegível para ser induzida desde 2005, já que para estar apto à nomeação o lançamento do primeiro disco de um artista precisa completar 25 anos antes do ano da indicação.

O presidente do Hall, Greg Harris, se pronunciou sobre a ausência das bandas de Metal e declarou que a única coisa a se fazer agora é “continuarmos os nomeando, continuarmos votando”, pois eles não conseguem colocar todos os artistas na lista final.

Neste ano, a turma de indução foi formada por Foo Fighters, Todd Rundgren, Tina Turner, The Go-Go’s, Carole King e Jay-Z; saiba mais aqui.

LEIA TAMBÉM: Randy Rhoads e LL Cool J receberão Prêmio de Excelência Musical no Hall da Fama do Rock