James Hetfield em show do Metallica, 2019
Foto de James Hetfield via Shutterstock
 

Os tempos pandêmicos exigem adaptação e não é que até o Metallica adotou o home office?

O frontman James Hetfield falou recentemente ao podcast The Fierce Life, que tem como assunto principal armas de fogo, e comentou sobre o progresso feito na direção do lançamento do novo disco da banda. Ele explicou que a COVID despertou uma urgência de ser criativo e detalhou o processo dos músicos (via Metal Hammer):

Por conta da COVID, só estando sentado em casa ficando um pouco com aquela coceira e só me sentindo criativo ao mesmo tempo e querer me juntar [com a banda], eu comecei a fazer um Zoom semanal com aqueles caras só pra bater ponto.

E aí eu só falei pra eles uma vez, ‘Ei, eu vou escrever algo. Eu só vou tocar algo e mandar pra vocês. Vocês fazem o que vocês quiserem com isso e vemos o que acontece e colocamos camadas nisso.’ Então foi assim que fizemos uma versão de ‘Blackened’ [para] 2020. Eu só basicamente toquei alguma coisa — eles não tinham ouvido antes, eles tocaram por cima.

Nós começamos a experimentar com composições pelo Zoom. O Lars [Ulrich] e eu nos juntávamos, ou o Kirk [Hammett] e o Lars, e nós pegávamos pedacinhos de tempo aqui e ali escrevendo. Foi difícil por conta do atraso no som, então a gente não conseguia efetivamente tocar juntos, mas nós tocávamos com um metrônomo e assistíamos um ao outro tocando.

Nós tivemos [também] nosso produtor, que estava comandando meu computador enquanto eu estava tocando. Ele estava comandando meu computador de Los Angeles, e eu estou em Vail [no Colorado].

O Lars tinha um assistente comandando seu computador de Los Angeles — ele está aqui em San Francisco — e nós estávamos tocando juntos, e foi bem bizarro. Nós começamos a compor. Nós fizemos tipo, sei lá, mais de 10 músicas desse jeito. E aí a gente finalmente se juntou. Há um limite para o que você consegue fazer pelo Zoom.

Aí sim, hein? Ainda não há qualquer notícia sobre o lançamento dessas canções — que provavelmente devem integrar um novo disco — mas já estamos empolgados por aqui!

James Hetfield e COVID-19

Vale lembrar que, nesse mesmo podcast, Papa Het deixou alguns fãs bem decepcionados ao dizer que “não tem certeza” se vai tomar a vacina contra a COVID-19.

O músico foi criado em uma religião bastante complexa, que fez por exemplo com que sua mãe não buscasse tratamento hospitalar mesmo quando estava sofrendo com o câncer. Você pode entender melhor essa situação por aqui.

LEIA TAMBÉM: “Sempre achamos algo pra odiar”: James Hetfield e uma explicação sobre o que mantém o Metallica inspirado

 
Compartilhar