DMX
Foto do rapper DMX via Shutterstock
 

Pouco mais de um mês após seu falecimento, o lendário rapper DMX ganhará um disco póstumo.

O trabalho se chama Exodus e será o primeiro do cantor nos últimos nove anos e também o primeiro após a sua morte no dia 9 de Abril de 2021 após complicações de um ataque cardíaco sofrido cerca de uma semana antes.

Com produção executiva de Swizz Beatz, outra lenda do gênero e amigo próximo de Earl “DMX” Simmons, o disco será lançado pela icônica Def Jam Records e marca o retorno do rapper à sua antiga casa — onde lançou seus maiores sucessos — depois de 18 anos.

Não há muitas informações sobre Exodus ainda, mas Beatz emitiu um comunicado sobre a obra e garantiu que o falecido colega “mal podia esperar para que seus fãs ao redor do mundo ouvissem” o álbum em questão:

Meu irmão X era uma das almas mais puras e raras que eu já conheci. Ele viveu sua vida dedicado à sua família e à música. Acima de tudo, ele era generoso com suas doações e amava seus fãs mais do que se pode medir. Esse álbum, o X mal podia esperar para que seus fãs ao redor do mundo o ouvissem e [para] mostrar quanto ele valorizava cada uma das pessoas que lhe apoiou incondicionalmente.

De fato, antes mesmo de sua morte, DMX já havia mostrado um trecho da canção “Skyscrapers” — com participação de Bono, do U2 — e já recebemos os singles “X Moves” e “Been to War”, este último com a participação de Swizz Beatz.

Não há a garantia de que estas canções estarão em Exodus, mas por enquanto você pode conferi-las abaixo juntamente com a capa da nova obra, assinada pelo colaborador de longa data Jonathan Mannion.

DMX – Exodus

DMX - "Exodus"

 
Compartilhar