David Ellefson Megadeth Metallica
Foto: Wikimedia Commons
 

Nos últimos dias, surgiram acusações pesadas contra David Ellefson, baixista de longa data do Megadeth.

Circularam pelas redes sociais vídeos bastante explícitos de interações de David com uma fã, que seria supostamente menor de idade quando as conversas começaram a acontecer — Ellefson tem 56 anos atualmente, e a garota teria 19 neste momento.

Os registros foram postados em uma conta no Twitter, que no momento de publicação desta matéria ainda pode ser acessada por aqui sob o aviso de que o conteúdo é explícito e pode ser visto como perturbador por muitas pessoas. O músico pode ser visto se masturbando e, segundo o usuário que compartilhou os vídeos, estaria aliciando a menor de idade.

A pessoa responsável também compartilhou uma imagem do que seria o novo livro de Ellefson, que teria aparentemente um capítulo inteiro dedicado à mulher em questão, chamada Daphne.

David Ellefson responde a acusações de assédio

Em suas redes sociais, David Ellefson se manifestou após surgir uma postagem no Instagram supostamente feita pela própria garota. Você pode acessar o perfil neste link, no qual ela compartilhou a seguinte mensagem:

Eu sou a garota de quem as pessoas estão falando nos posts agora e eu só quero contar o meu lado da história porque as pessoas estão compartilhando desinformações e a situação está saindo de controle com a verdade estando por aí. Sim, essas vídeochamadas aconteceram, mas fui eu quem as iniciou e eu nunca fui menor de idade [quando elas aconteceram], eu sempre fui uma adulta com consentimento.

Nada inapropriado jamais aconteceu antes disso. Tudo foi consensual, eu não sou uma vítima e eu não fui aliciada de nenhuma forma já que fui eu quem iniciou [o contato]. Eu só fui inocente o suficiente para gravá-lo e compartilhar com um amigo sem a sua permissão. No fim, foi tudo consensual e tudo online. Eu não sei como chegou nesse ponto, mas muita informação está sendo deixada de lado pelas pessoas que tentam propositalmente machucá-lo. Eu peço que qualquer um que esteja compartilhando esses vídeos pessoais privados ou quaisquer desinformações sobre eles que por favor parem.

Em sua própria conta, Ellefson repostou a mensagem acima e escreveu:

Queridos Fãs & Amigos,

Como vocês podem ou não saber, algumas conversas e interações privadas e pessoais surgiram online, divulgadas com más intenções por uma terceira parte que não tinha autorização para tê-las ou compartilhá-las. Ainda que certamente [seja] vergonhoso, eu quero falar sobre isso da forma mais aberta e honesta possível.

Por mais que não seja algo de que eu me orgulho, essas foram interações particulares, entre adultos que foram tiradas de contexto e manipuladas para infligir o maior dano possível à minha reputação, minha carreira e minha família.

A outra parte envolvida fez um comunicado que você pode ver [acima]. Eu a agradeço por fazê-lo e espero que isso clarifique que a situação não é de jeito nenhum o que foi falado.

Humildemente,

David Ellefson

Nos comentários, grande parte dos fãs continua fazendo críticas a David. Afinal de contas, a idade certa da garota seria 19 anos — ao invés de 17 — e o músico continua estando acima dos 50, o que mostra um comportamento considerado bastante inaceitável e mais uma vez exibe a fragilidade das relações de poder entre artistas e fãs.

Você pode ver o post de Ellefson abaixo e tirar suas próprias conclusões sobre o caso.

 

View this post on Instagram

 

A post shared by David Ellefson (@davidellefsonbass)

 
Compartilhar