Chacina no Rio de Janeiro
Ilustração: Instagram @crisvector
 

O Brasil ficou em choque nesta quinta-feira (6) ao presenciar a maior chacina da história do Rio de Janeiro.

Uma operação policial no Jacarezinho, Zona Norte do Rio, deixou 25 pessoas mortas e é a mais letal até então. As informações são do G1, a partir de um levantamento do Grupo de Estudos dos Novos Ilegalismos (Geni) da Universidade Federal Fluminense (UFF) e da plataforma Fogo Cruzado.

De acordo com a Polícia Civil, 24 assassinados eram criminosos, e o 25° morto foi o policial civil André Leonardo de Mello Frias, da Delegacia de Combate à Drogas (Dcod). Os oficiais não revelaram identidades ou circunstâncias do assassinato dos supostos traficantes, e a falta de informações — aliada ao alto número de mortos – revoltou o país.

Além disso, diversos relatos de invasões de casas de inocentes e até tiros que atingiram passageiros do metrô surgiram na internet, como é possível ver nas publicações abaixo.

Marcelo D2, revoltado com a situação, comentou:

Isso é de uma ignorância e falta de humanidade, com todos envolvidos… 25 mortes numa operação, provocar esse confronto é uma irresponsabilidade.

Quem também comentou foi Tico Santa Cruz (Detonautas):

Gente que coisa absurda!!!! Trabalhadores baleados dentro do Metrô!!! Se não bastasse o Covid ainda precisam desviar de Tiros!!!

 
Compartilhar