Shows não devem voltar a acontecer no Texas
Foto stock por shbs via Pixabay
 

A Live Nation, uma das maiores produtoras do mundo, está deixando os amantes da música cada vez mais otimistas.

Com o bom ritmo de vacinação nos Estados Unidos, a empresa programou para o próximo ano o dobro de shows que organizou durante todo o ano de 2019. Pelo visto, eventos de música não serão um problema.

Em uma reunião com investidores (via CoS), o CEO da Live Nation Michael Rapino compartilhou alguns detalhes do planejamento da empresa para o retorno das atividades.

Em todo o mundo, as pessoas estão mostrando a necessidade de sair e socializar mais uma vez, o que reforça nossa expectativa de que um retorno aos shows será a progressão lógica, já que as vacinas estão prontamente disponíveis para todos que quiserem.

Em geral, esse já é o caso nos Estados Unidos, onde estamos planejando com segurança nossas reaberturas, especialmente para shows ao ar livre, e esperamos que muitos de nossos outros mercados importantes sigam neste verão.

Retorno dos shows pós pandemia

Como relata o portal, a empresa de entretenimento segue confiante no retorno da música ao vivo e até agora já confirmou uma série de eventos que devem começar a partir de Julho deste ano.

Entre esses shows estão turnês do Megadeth com Lamb of God, Dave Matthews, Brad Paisley e os festivais Bonnaroo, Rolling Loud e Electric Daisy Carnival, que estão esgotando ingressos em tempo recorde, segundo Rapino.

Já estamos vendo datas de turnê confirmadas para 2022 até dois dígitos em relação ao mesmo período de pré-pandemia de 2019 para 2020.

Muitos desses artistas farão turnês de vários anos, abrangendo os EUA, Europa e, muitas vezes, Ásia ou América Latina, preparando-nos para um forte crescimento de vários anos.

Bandas e artistas como Rage Against the Machine, My Chemical Romance, Roger Waters, Bad Bunny e Rina Sawayama estão previstos para realizarem suas turnês em 2022.

 
Compartilhar