Paul Stanley, do KISS
Foto de Paul Stanley via Shutterstock
 

Não é novidade pra ninguém que o KISS está se despedindo dos palcos — aliás, a banda fazia sua turnê de adeus quando teve que adiar datas por conta da pandemia.

Paul StanleyGene Simmons e companhia ainda pretendem cumprir os compromissos passados (que incluíam uma passagem pelo Brasil), mas Stanley falou recentemente à Classic Rock sobre como há uma certeza de que, realmente, o fim da linha chegou.

Comentando sobre a icônica live feita em Dubai na transição de 2020 para 2021 e sobre os planos de tocar em grandes palcos em 2022, Paul disse:

Foi de tirar o fôlego voltar a estar ali [nos palcos]. E as condições do show [que teve público presente e testado contra COVID] foram tão únicas, os protocolos de segurança foram tão rigorosos que [o show] ganhou uma qualidade quase surreal. Depois de um ano sem atividades foi ótimo dizer novamente: ‘É, cara… nós somos o KISS’. Se alguém vai fazer isso, é melhor que estejam usando saltos de oito polegadas!

Eu mandei ao Dave Grohl uma foto do final do nosso último show do [festival] Download [em 2015], e ele chamou aquelas cenas de ‘insanidade’. Parecia a Terceira Guerra Mundial. Há muito que se espera de nós, especialmente por estarmos no fim. Nós simplesmente não conseguimos continuar fazendo isso por muito tempo.

Apesar de não ter sido um dia, [hoje] a idade é um fator. Em algum momento no passado era sobre vontade, mas agora estamos correndo pelo palco usando mais de 20 quilos de equipamento. No entanto, nós vamos garantir que o Download [que provavelmente será o último show no Reino Unido] seja de bagunçar a mente.

Ainda não há novidade sobre a última passagem do KISS pelo Brasil, mas só nos resta esperar e torcer para que os caras voltem e façam mais alguns shows para se despedir da gente!

 
Compartilhar