Ego Kill Talent - The Dance Between Extremes
 

Em 2021 a banda brasileira Ego Kill Talent lançou seu novo disco, The Dance Between Extremes.

O álbum já deveria ter sido lançado no ano passado, mas por conta da pandemia teve seu trabalho de divulgação todo alterado e foi inclusive dividido em 3 EPs que agora formam uma obra completa.

Mostrando a abordagem interessante do quinteto para subgêneros do Rock And Roll como Grunge, Stoner, Punk e mais, o disco tem sido celebrado mundo afora com resenhas que colocam os caras ao lado de gigantes como Soundgarden, Foo Fighters, Queens Of The Stone Age e mais.

Continua após o vídeo

Malcolm Dome e o Ego Kill Talent

Quem falou a respeito do lançamento da banda brasileira foi o jornalista britânico Malcolm Dome.

Escrevendo sobre Rock And Roll desde 1979, o cara é autor de livros sobre bandas como AC/DC, Aerosmith, Metallica, Bon Jovi e muito mais.

Talvez mais importante do que isso, porém, seja o fato de que o cara é creditado como o inventor do termo thrash metal, já que em 1984 usou a expressão “Metal Thrashing Mad” para descrever uma música do Anthrax na revista Kerrang!

Além dessa publicação, o “pai” da expressão que enquadra grupos como Metallica, Megadeth e mais, também publicou artigos em veículos como Metal Hammer e Classic Rock.

Ao escrever sobre o álbum para a revista Metal Hammer, Malcolm Dome cravou:

É fácil entender por que Dave Grohl ama esses brasileiros. Há momentos em que eles usam a abordagem do Foo Fighters, como no alt-pop/rock de ‘Beautiful’ ou na grunge ‘Deliverance’, mas eles também possuem uma complexidade e um peso que se situam confortavelmente ao lado do Stone Sour.

Gravado no estúdio 606 de Grohl, ‘The Dance Between Extremes’ pede para ser tocado repetidamente. O disco penetra na tua pele. Algumas faixas já foram lançadas nos EPs ‘The Dance’ e ‘The Dance Between’, mas elas funcionam melhor nesse contexto mais amplo.

Há muitos pontos altos, com o álbum chegando no ápice em ‘Starving Drones (A Dinner Talk)’, onde os atributos múltiplos se encaixam com segurança.

Um magnífico segundo disco de uma banda de tirar o fôlego.

Para fãs de: Foo Fighters, Royal Blood, Stone Sour

Para encerrar, Dome dá nota 8 de 10 para o disco.

Demais, hein?

Você pode ouvir o lançamento apertando o play logo abaixo!

LEIA TAMBÉM: Ego Kill Talent lança novo clipe com participação de Dinho Ouro Preto – assista

Resenha de Malcolm Dome para disco do Ego Kill Talent

Resenha de Malcolm Dome para disco do Ego Kill Talent