Paulo Gustavo
Divulgação
 

Infelizmente, o icônico humorista brasileiro Paulo Gustavo não resistiu às complicações da COVID-19 e faleceu às 21h12 desta terça-feira (4) após quase dois meses internado, segundo informações do G1 e outros veículos.

Paulo foi hospitalizado no dia 13 de Março com sintomas da doença que assola o mundo e teve altos e baixos, com uma piora significativa no último domingo, 2 de Maio. O ator desenvolveu uma embolia, que acabou agravando demais sua situação.

Ele chegou a interagir com o marido, Thales Bretas, e com os médicos responsáveis no último domingo, após responder bem a uma redução dos sedativos e dos bloqueadores neuromusculares que vinha utilizando. Logo após, houve a piora do quadro e foi declarada uma “situação irreversível” poucas horas antes da fatalidade nesta terça.

Desejamos toda a força do mundo à família e amigos do ator, que em meio a tudo isso tiveram que lidar com uma série de rumores sobre seu falecimento.

Paulo Gustavo

Nascido em 30 de Outubro de 1978 em Niterói, no Rio de Janeiro, Paulo Gustavo acumulou diversas funções no entretenimento após ganhar fama com Minha Mãe É uma Peça, monólogo que virou filme em 2013 e teve sequências bem-sucedidas.

Paulo se formou na Casa das Artes de Laranjeiras (CAL) em 2005, com uma trajetória no teatro antes de chegar à televisão com a série Vai que Cola, do Multishow. Também participou de A Vila e outros programas do canal, inclusive apresentando o Prêmio Multishow.

Além do marido, Paulo deixa dois filhos, Romeu Gael. Que descanse em paz.

 
Compartilhar