Seth Rogen
Foto: Wikimedia Commons
   

Não é surpresa para ninguém que Seth Rogen é um astro de Hollywood que não tem nada contra a maconha — afinal, quase todas as comédias das quais participa fazem referência à droga.

Porém, mais do que ser simpatizante da planta, o ator é um ativista pela legalização da cannabis.

Em entrevista ao The New York Times, Rogen afirmou que fará “tudo” o que estiver ao seu alcance para desafiar e jogar luz em cima de “políticas racistas” relacionadas à droga dentro dos Estados Unidos.

Seth se diz “orgulhoso” de estar associado à maconha e garante que vai usar sua plataforma para lutar contra o sistema legal que afeta desproporcionalmente pessoas pretas e latinas que são presas no território americano por posse de maconha:

Nós não vamos fugir de conversas desconfortáveis e sempre faremos o necessário para lembrar as pessoas frequentemente que existem pessoas na cadeia nos Estados Unidos por causa da maconha, e existem pessoas tendo suas vidas destruídas por causa dela.

Seth Rogen e a maconha

Para além de suas falas, Seth já apoia atualmente algumas organizações que trabalham em prol da maconha como a Marijuana Policy Project. Ele ainda comentou que fuma a planta desde sua adolescência e que ela o ajuda no dia a dia.

“O mundo não é um lugar confortável para mim, e também para muitas outras pessoas,” desabafou Seth, que atualmente escreve um roteiro para o diretor Luca Guadagnino (“Me Chame Pelo Seu Nome”). A ideia do astro é mostrar que, através do uso da substância, pode ser gerada uma sensação de conforto que não surge de outras formas.

Tem sua razão, né?

LEIA TAMBÉM: Seth Rogen não para de mandar “senador fascista” dos EUA para aquele lugar

 
 
Compartilhar