Dado Villa-Lobos se pronuncia sobre apreensão de fitas da Legião Urbana
Reprodução / Instagram
 

Dado Villa-Lobos e Marcelo Bonfá, ex-membros do Legião Urbana, continuam lutando pelo direito de usar o nome da banda.

Nesta quinta-feira (29), os músicos divulgaram um abaixo-assinado criado pelos fãs e pediram que seus seguidores assinem para demonstrar apoio. Como te contamos por aqui, os dois estão brigando com Giuliano Manfredini, filho de Renato Russo, na justiça.

O texto que acompanha a petição explica que, em 2015, quando decidiram celebrar os 30 anos do lançamento do primeiro disco do grupo em turnê, Dado e Marcelo contaram com o respaldo da justiça do Rio de Janeiro. O texto continua:

A sentença proibia definitivamente a empresa Legião Urbana Produções Artísticas Ltda. – cujo representante legal é Giuliano Manfredini – de continuar dificultando ou impedindo que os referidos integrantes da banda fizessem uso da marca/nome ‘Legião Urbana’.

Mas, insatisfeito com a decisão judicial, o herdeiro resolveu entrar com uma Ação Rescisória para anular a sentença e com isso impossibilitar definitivamente que Dado e Bonfá se apresentem tocando o repertório que foi construído e eternizado por eles ao lado de Renato Russo e Renato Rocha, os verdadeiros titulares do patrimônio cultural e artístico da banda Legião Urbana. Que esse direito seja mantido e que nós fãs possamos continuar celebrando este legado ao lado de Dado e Bonfá.

Vale lembrar que, no dia 6 de abril, a ministra Isabel Galloti do Superior Tribunal de Justiça (STJ) votou para que Villa-Lobos e Bonfá não tenha mais direito de usar a marca sem autorização da empresa Legião Urbana Produções Artística. O julgamento foi suspenso e vai passar por uma melhor análise.

Caso queira apoiar os músicos, clique aqui e assine a petição pública.

 

View this post on Instagram

 

A post shared by Dado Villa-Lobos (@dadovillalobos)