Anthony Hopkins queria ter aceitado Oscar por videoconferência, mas Academia não permitiu
Reprodução / Instagram
 

O icônico Anthony Hopkins foi o grande vencedor do Oscar de Melhor Ator por sua brilhante interpretação no filme Meu Pai.

O público sempre fica na expectativa para ouvir o discurso dos vencedores, mas neste ano as pessoas foram surpreendidas com a ausência das palavras de Hopkins na 93ª cerimônia que aconteceu no último domingo (25).

Isso porque após a categoria de Melhor Ator ter sido anunciada por último, em que normalmente seria o momento de premiar o Melhor Filme, o artista vencedor acabou não aparecendo na premiação, nem mesmo virtualmente. O resultado foi um “final anticlimático” do Oscar 2021, como muitos definiram.

Chamada Cancelada

O que as pessoas não sabem é que Anthony teria se oferecido para receber o prêmio através de uma vídeo chamada na plataforma Zoom caso fosse o ganhador da indicação. Porém, seu solicitação foi negada pela Academia.

De acordo com uma reportagem do The New York Times (via NME), escrita pelo jornalista Kyle Buchanan, a equipe do Oscar não aceitou o pedido de Hopkins pois ficou preocupada em acontecer algum imprevisto durante a vídeo chamada, como já foi visto em outras premiações.

Disseram-me que Hopkins estava em sua casa no interior do País de Gales e se ofereceu para aceitar via Zoom se seu nome fosse lido, mas o Oscar rejeitou esse plano.

Para se diferenciar de programas de premiação como o Globo de Ouro, que foram prejudicados por contratempos de videoconferência, os produtores do Oscar incentivaram os indicados a comparecer ao baile de gala de Los Angeles pessoalmente ou a comparecer a cerimônias via satélite organizadas em várias cidades europeias.

Mesmo sabendo das adaptações organizadas pelos produtores da cerimônia, o astro de 83 anos de idade preferiu se resguardar já que o mundo está vivendo uma pandemia e decidiu acompanhar o evento direto de sua casa.

O copresidente da Sony Pictures Classics que distribuiu o filme Meu Pai, Michael Barker, disse ao NYT que conversou por e-mail com Hopkins e ele estava feliz por vencer como Melhor Ator.

Ele estava muito exuberante e muito emocionado. Ele disse que ter algo assim na sua idade era um grande presente.

Anthony Hopkins e o Oscar de Melhor Ator

No dia seguinte à premiação, o lendário ator publicou um vídeo em sua conta do Instagram agradecendo pela vitória e relembrando o saudoso Chadwick Boseman, que estava disputando de forma póstuma a categoria por seu papel no filme A Voz Suprema do Blues.

Bom Dia. Aqui estou, na minha terra natal, no País de Gales, e aos 83 anos não esperava receber este prêmio. Eu realmente não esperava. Sou muito grato à Academia e obrigado. Quero prestar homenagem a Chadwick Boseman, que nos foi tirado muito cedo. E mais uma vez, muito obrigado a todos. Eu realmente não esperava por isso, então me sinto muito privilegiado e honrado. Obrigado.

Este foi o segundo Oscar conquistado por Anthony Hopkins. Sua primeira vitória foi em 1992, na categoria de Melhor Ator por seu papel memorável como Dr. Hannibal Lecter no filme O Silêncio dos Inocentes.

LEIA TAMBÉM: “Meu Pai” mostra o esgotamento da sanidade pelo ponto de vista do próprio doente

 
 
Compartilhar