Spotify
Foto Stock via Shutterstock
 

Más notícias para os usuários do Spotify no Brasil.

A partir da próxima sexta-feira, 30 de Abril, os planos premium da plataforma de streaming terão um aumento de preços considerável, justificado pela empresa como recursos para “criação de novos conteúdos e funcionalidades”.

Com o reajuste, o plano mais barato (Universitário) terá um aumento de 16% no seu custo e sai de R$8,50 para R$9,90/mês, enquanto o plano mais caro (Família) é o que mais teve alta e vai de R$26,90 para R$34,90, representando um aumento de 30% do valor. O plano Individual vai de R$16,90 para R$19,90 e o Duo passa de R$21,90 para R$24,90. As altas são de respectivamente 18% e 14%.

Esses valores serão inicialmente aplicados apenas para novos assinantes. Para os que já são clientes da empresa, a nova tabela entra em vigor a partir de Julho de 2021.

Alternativas para o aumento do Spotify no Brasil

Por enquanto, o Spotify é o único a anunciar um reajuste em meio à concorrência das plataformas de streaming. Com esse aumento, o serviço mais utilizado passa a ser o segundo mais caro do país, superado apenas pelo TIDAL.

Para efeito de comparação, listamos abaixo os preços de outras opções disponíveis no Brasil. Vale lembrar que existem diversas promoções e parcerias com outros serviços, como a oferta de 1 ano grátis da Deezer para assinantes da Globoplay ou o Amazon Music para quem possui Amazon Prime.

A grande maioria dos serviços oferece, também, períodos de teste gratuitos.

  • Deezer: Premium Individual – R$16,90/mês; Família – R$26,90/mês
  • TIDAL: Premium Individual – R$26,90/mês; HiFi Individual – R$53,90/mês; Premium Família – R$41,90/mês; HiFi Família – R$82,90/mês
  • YouTube Music: Universitário – R$8,50/mês; Premium Individual – R$16,90/mês; Família – R$25,50/mês
  • Amazon Music: Plano Único – R$16,90/mês
  • Apple Music: Universitário – R$8,50/mês; Premium Individual – R$16,90/mês; Família – R$24,90/mês
 
 
Compartilhar