Show teste em Barcelona
Foto: Twitter Love Of Lesbian / Ivan Gil
 

Uma notícia animadora para quem está doido para retornar à rotina de shows e festivais.

No dia 27 de Março, foi realizado em Barcelona, na Espanha, um evento-teste para posteriormente detectar os níveis de transmissão da COVID-19 nas 5 mil pessoas que estiveram presentes no concerto do grupo Love of Lesbian.

Nesta terça-feira (27), exatamente um mês depois, foi liberado o resultado da experiência clínica que estuda forma seguras de retomar atividades com aglomeração, aplicando procedimentos como o uso de máscaras.

Para avaliar se o retorno a este tipo de situação é viável, os participantes foram submetidos a testes PCR 14 dias depois do show, quando o coronavírus já poderia ser identificado no organismo dos infectados.

De acordo com os dados apresentados, não houve significativo impacto no contágio da COVID-19 entre aqueles que estiveram na apresentação.

“Não há sinais que indiquem que a transmissão tenha tido lugar durante o evento, o que era o objetivo deste estudo,” disse em uma conferência de imprensa Josep Maria Llibre, médico do Hospital Germans Trias i Pujol de Badalona, nos arredores de Barcelona.

Transmissão da COVID-19

“Com uma ventilação otimizada, testes e uso de máscara, um espaço seguro pode ser garantido,” acrescentou Josep Maria Llibre, atestando a segurança do evento, desde que sejam tomados todos os cuidados necessários.

Os médicos envolvidos na pesquisa relataram que, das 4.592 pessoas que assistiram ao concerto e que permitiram a análise e divulgação dos resultados dos testes, somente seis foram diagnosticadas positivas para a COVID-19.

Ficou comprovado, inclusive, que quatro delas nem foram infectadas no evento, mas em outros locais. Ou seja, efetivamente, o vírus só atingiu duas das pessoas que estavam na plateia, ou cerca de 0,04%.

O Estudo

Idealizado por um grupo de organizadores de festivais e promotores musicais junto com o Hospital Germans Trias i Pujol, a experiência clínica tinha por objetivo analisar e apresentar dados relevantes que mostrassem que, apesar da pandemia, os shows poderiam voltar a acontecer.

Organizadores dos “Festivais para uma Cultura Segura” definiram os resultados como um “sucesso” e disseram que “começa a haver luz ao fundo do túnel”, segundo o diretor do Festival Cruilla, Jordi Herreruela.

Evento-teste em Portugal

De acordo com o jornal Público, que cita a Câmara Municipal de Braga, na próxima quinta-feira (29), será realizado um evento em Portugal com o mesmo propósito.

Trata-se de um espetáculo de comédia com o humorista Fernando Rocha que terá 400 lugares sentados e com distanciamento entre cadeiras.

Já na sexta-feira (30), Pedro Abrunhosa convida dois músicos para um espetáculo musical, com lotação limitada igualmente a 400 pessoas em lugares marcados, desta vez em pé, com máscara e distanciamento social.

Sonho nosso que o Brasil já estivesse preparado assim!

LEIA MAIS: Turnê de Corey Taylor “segura para COVID-19” já tem datas esgotadas