Courtney Love no programa de Howard Stern em 1998
Reprodução/YouTube
 

Em 1998, a morte de Kurt Cobain ainda era um tópico extremamente discutido por todo lado. E, claro, sobrava (e muito) para Courtney Love, ex-parceira do cantor que era acusada de ter matado o líder do Nirvana com suas atitudes.

Com tantas polêmicas do tipo na carreira, Courtney sempre lidou muito bem com a situação e falou sobre o tema sem timidez durante uma entrevista com Howard Stern naquele ano.

Ela recebeu uma pergunta de um fã perguntando qual a sua opinião sobre essa teoria que circulava por aí, e respondeu em tom de brincadeira que “adorava” e achava “genial”, discurso ecoado por Stern.

Falando mais sério, no entanto, a líder do Hole e o entrevistador concordam que a intervenção constante para que o músico deixasse de usar drogas pode ter sido uma das causas de sua morte. Ainda que frise que não teria se casado com ele se ele não tivesse largado a heroína, Courtney diz que os dois ainda seriam “melhores amigos” e afirma com certeza que ele ainda estaria vivo (na época) se tivesse continuado usando.

Em outro trecho dessa mesma entrevista, Love ainda relembra a relação que tinha com Kurt e como ela não era nada do que a mídia mostrava:

Ele era maravilhoso, Howard. Ele era um cara realmente bom, e as pessoas o pintam como se ele não fosse ‘homem’ ou coisa do tipo. Por que eu me casaria com alguém que não me jogue pelas paredes?

Você pode ver esse papo inteiro, que passa por diversos outros temas e é bem a cara dos anos 90, em inglês pelo vídeo abaixo.

Courtney Love no programa de Howard Stern em 1998