Billie Joe com o The Longshot
Foto: Reprodução / Instagram
   

Todo mês de Setembro, os fãs de Rock instantaneamente lembram de Billie Joe Armstrong, líder do Green Day, e do hit “Wake Me Up When September Ends”.

A piadinha já perdeu a graça faz algum tempo, mas o vocalista e guitarrista explicou em uma nova entrevista à Billboard de uma vez por todas o que o fez escolher esse mês para a icônica canção. E, como alguns já sabem, os motivos não são nada agradáveis — o que colabora para a opinião de que as brincadeiras devem ficar no passado.

Foi em Setembro que Billie Joe perdeu seu pai, quando tinha 10 anos de idade, mas ele explicou nessa conversa que esse não é o único motivo:

Eu penso em [Setembro] como sendo o ano novo de várias formas, especialmente [porque as crianças estão] de volta à escola. Às vezes você perde contato com as pessoas de quem você é realmente próximo por dois, três meses por conta das férias de verão, e aí você os vê depois e você fica tipo, ‘Ah meu Deus, você parece uma pessoa diferente agora.’ Leva-se [apenas] um verão para se tornar um Punk Rocker completo.

O entrevistador responsável pelo papo ainda avisa a Billie Joe que, na Etiópia, o Ano Novo acontece de fato em Setembro — no dia 11, aliás, mesma data do ataque terrorista aos EUA de 2001. O músico se diz arrepiado com a informação, que definitivamente colabora para a sua teoria de que o mês é uma época de “morte e renascimento”.

Você pode ler essa entrevista completa (em inglês) por aqui e relembrar o hit de 2005 logo abaixo.

 
 
Compartilhar