Chet Hanx
Crédito: reprodução
 

Provavelmente você ainda não conhece Chet Hanx.

Mas o cantor, terceiro filho de Tom Hanks, tem dado o que falar por causa do clipe de “White Boy Summer”, seu single de estreia.

Isso porque ele, que anteriormente era conhecido como Chet Haze e aparentemente acha que leva jeito pra ser rapper, vem sendo acusado de apropriação cultural.

No vídeo, Hanx aparece em algumas cenas envolvido em uma bandeira da Jamaica sem motivo aparente. Os críticos do artista lembraram da cerimônia do Globo de Ouro de 2020, quando Chet passou a noite inteira falando com um falso sotaque jamaicano.

Nas imagens, o artista faz festa na praia acompanhado de belas mulheres com biquínis provocantes e reforça o estereótipo do branco, rico e hétero que usa o dinheiro para fazer o que bem quiser.

Em resposta à polêmica, Hanx postou um vídeo no Instagram com a seguinte legenda: “Não acredite em fake news. Você sente a energia, vamos absorvê-la”.

Continua após o vídeo

 

Histórico problemático

A ex-companheira de Chet Hanx, Kiara Parker, conseguiu uma ordem de restrição contra o artista em Janeiro deste ano por abuso psicológico. De acordo com informações do TMZ, ela agora o processa por prejuízos físicos e mentais.

Para se pronunciar, Chet também postou um vídeo nas redes com a cara avermelhada e alegando que Kiara havia lhe atacado com uma faca.

Pelo visto, o “white boy” está precisando levar um esporro do pai…