Van Halen e Sammy Hagar
Foto: Twitter
 

É impossível não associar Eddie Van Halen com o Van Halen — afinal de contas, dar seu próprio sobrenome a uma banda é algo que definitivamente coloca uma identificação imediata com a pessoa envolvida.

Por pouco, no entanto, essa história não seguiu um caminho bem diferente depois que David Lee Roth resolveu deixar o grupo. Foi lá em 1985, quando Sammy Hagar foi convocado para a vaga, que a gravadora da época tentou convencê-los a mudar de nome para diferenciar as épocas.

Naturalmente, a ideia foi totalmente rebatida pelos irmãos Van Halen, como contou recentemente o ex-baixista Michael Anthony em uma entrevista no programa de Steve Gorman, do The Black Crowes (via Blabbermouth):

Nós tínhamos todo mundo — [a gravadora] Warner Bros, nossos empresários, nossos advogados — pensando, ‘Ah meu Deus. O David Lee Roth se foi.’ Eles achavam que isso era uma identidade tão forte. A Warner Bros. queria que nós mudássemos o nome da banda. Eu me lembro do Eddie e do Alex [Van Halen, baterista], nós estávamos na Warner Bros., e eles estavam gritando, falando, ‘Ei, ei, esse é o nosso sobrenome. Essas são as nossas carreiras. E nós somos o Van Halen.

A entrada de Sammy Hagar no Van Halen

Naturalmente, as dúvidas partiam em grande parcela das pessoas que não estavam diretamente envolvidas. Anthony conta que ele e Hagar viraram amigos instantaneamente e relata como foi a experiência de perceber que ele era o cara certo para o trabalho:

Nós tocamos por cerca de 10 minutos no máximo, e nós sabíamos que algo estava rolando. Nós tínhamos algumas músicas que acabariam no disco ‘5150’; eu acho que era ‘Good Enough’ e… tinha uma outra; tinha umas duas que estavam praticamente escritas já. E nós tocamos pra ele, e nós dissemos, ‘Só cante. Só cante alguma coisa.’ E houve pedaços que ele cantou que na real acabaram — sem brincadeira — no álbum. A química foi só, tipo, ‘Uau!’

De fato, Sammy teve um período bem prolífico com o Van Halen e participou de quatro discos no total: 5150OU812For Unlawful Carnal Knowledge Balance. Todos chegaram ao topo das paradas dos EUA e deram uma nova cara à banda, mais Pop do que nunca.

Você pode ver esse papo de Michael Anthony e Gorman na íntegra pelo vídeo abaixo.