Rikard Sundén (ex-Sabaton)
 

Rikard Sundén, ex-guitarrista do Sabaton e membro atual do Civil War, foi condenado na Suécia por abuso sexual a uma criança de 8 anos e posse de pornografia infantil.

De acordo com a Metal Sucks (via Loudwire), Sundén recebeu uma acusação por abuso e seis por material pornográfico. Mesmo com tudo isso, ele passará apenas nove meses na prisão e terá de pagar uma multa de SEK53.400 — por volta de R$34.700.

Nos documentos do processo, é revelado que o músico molestou uma amiga de sua filha, que estava passando a noite em sua casa por conta de uma festa do pijama. No meio da noite, Sundén entrou no quarto em silêncio e tocou suas partes íntimas. Primeiro, a criança fingiu estar dormindo, mas se mexeu e o músico foi embora.

A garotinha ficou em silêncio por dias até contar para um amigo sobre o acontecido, e o caso chegou à mãe do garoto, que denunciou Rikard Sundén à polícia no dia 6 de março. Pouco depois, as autoridades tomaram os computadores e celulares do guitarrista, onde encontraram pelo menos sete filmes de pornografia infantil.

O casamento de Rikard chegou ao fim por conta do incidente, e ele trocou seu nome para proteger seus filhos e ex-mulher por conta de sua condenação.

Rikard Sundén

Sundén foi um dos membros originais do Sabaton, banda famosa na cena do Power Metal, ficando no grupo entre 1999 e 2012. No mesmo ano, entrou para o Civil War — que agora o lista como um ex-membro.

 
 
Compartilhar