Sum 41 - Foto por: Giulia de Paula
 

O vocalista do Sum 41, Deryck Whibley, por muito tempo desprezou o disco de estreia da banda canadense, All Killer No Filler (2001).

Em entrevista à Billboard, que celebra a música de duas décadas atrás com uma série de listas e artigos, o cantor revelou que por muito tempo não gostou do bem sucedido álbum que abriu todos os caminhos para o grupo deslanchar.

Quando perguntado sobre o legado do disco, Derek não poupou o trabalho de críticas.

Eu sempre senti que ele (o álbum) não era bom o bastante, para ser honesto. Eu nunca entendi muito bem quando as pessoas me diziam que ele significou muito para elas ou que acharam um ótimo disco em comparação aos outros, eu sempre achava que estavam mentindo. Sempre senti como, ‘Você o escutou recentemente? Eu não sei se permanece igual.

Continua após o vídeo

Primeiro Disco do Sum 41

Apesar disso, o trabalho que apresentou hits da MTV como “Fat Lip”, “In Too Deep” e “Motivation” rendeu elogios de figurões do Rock como o vocalista do Judas Priest, Rob Halford.

“Essa será a próxima grande banda de Heavy Metal no futuro,” disse o cantor depois de dividir o palco com o Sum 41 no 20° aniversário da MTV americana. “Nada foi a mesma coisa na minha vida depois dessa performance, nunca mais,” afirmou Derek, fã declarado do Judas Priest.

Goste ou não de All Killer No Filler, o álbum foi uma das sensações do início dos anos 2000, emplacando vários sucessos nas paradas musicais ao redor do mundo.

O disco mais recente do Sum 41 é Order in Decline, de 2019.