Ozzy Osbourne no Hall da Fama do WWE
   

Ozzy Osbourne passou a integrar o Hall da Fama da WWE (World Wrestling Entertainment), uma das principais organizações de Luta Livre no mundo, a partir desta terça-feira (6).

De acordo com o Loudersound, o artista tem uma trajetória especial no evento de luta livre profissional. Sua primeira participação foi na WrestleMania 2 que aconteceu em 1986 enquanto o roqueiro apoiava os lutadores Davey Boy Smith e Dynamite Kid, conhecidos no ringue como The British Bulldogs.

Já em 2007 a música “I Don’t Wanna Stop”, de Ozzy, foi utilizada como tema oficial do evento pay-per-view da WWE Judgment Day, uma semana depois dele ter tocado ao vivo no Friday Night SmackDown na 1st Mariner Arena em Baltimore.

Ao lado de sua esposa Sharon Osbourne, em 2009 Ozzy coapresentou um episódio do WWE Raw e recentemente ajudou o lutador Triple H a liberar os direitos autorais do clássico “War Pigs” (Black Sabbath) para ser o tema oficial de NXT Takeover: War Games.

Ozzy Osbourne e o Hall da Fama da WWE

Devido à pandemia do coronavírus a cerimônia da WWE ocorreu remotamente. O lendário cantor agradeceu a homenagem através de um vídeo gravado diretamente do jardim de sua casa em Los Angeles.

Muito obrigado WWE por este prêmio. Eu não mereço isso, mas obrigado de qualquer maneira. É tudo sobre os fãs, na verdade. Nossos fãs são o que nos mantém vivos, realmente. É tudo sobre eles. Quero agradecer a Vince McMahon e Triple H – muito obrigado, Deus os abençoe.

Neste ano o evento também incluiu em seu Hall da Fama os lutadores Eric Bischoff, Rob Van Dam, Molly Holly, Kane e The Great Khali.

Com a nomeação, Ozzy encontra-se ao lado de Snoop Dogg, Arnold Schwarzenegger, Mike Tyson e até do ex-presidente Donald Trump, que já fazem parte da história do WWE.