Dave Grohl irá lançar o seu primeiro livro.

Batizada como Dave Grohl: The Storyteller, a publicação tem data de lançamento marcada para 05 de Outubro e irá narrar diversas passagens da vida do prolífico músico.

Considerando seu envolvimento em bandas e projetos como Nirvana, Them Crooked Vultures, Probot, Scream, Queens Of The Stone Age, Tenacious D, Foo Fighters e muito mais, é de se esperar que Dave tenha muitas histórias sensacionais para contar.

Como um primeiro passo para divulgar a obra, Dave publicou um vídeo no canal do Foo Fighters no YouTube onde lê uma passagem do livro.

Em sua descrição, ele diz:

Uma coleção de memórias de uma vida vivida com alto volume. Desde os meus dias como um jovem crescendo nos subúrbios de Washington, D.C., até cair na estrada aos 18 anos, e toda a música que apareceu na sequência, agora eu posso compartilhar essas aventuras com o mundo, como as vi e ouvi atrás de um microfone. Aumente o volume!

Continua após o vídeo

Dave Grohl: The Storyteller - capa do livro

Livro de Dave Grohl

Já em pré-venda na Amazon, o livro tem a seguinte descrição no site de vendas:

Então, eu escrevi um livro.

Após pensar nessa ideia durante anos, e até recebendo ofertas de algumas oportunidades questionáveis (‘É fácil! Apenas faça 4 horas de entrevistas, encontre alguém para escrever, coloque sua cara na capa, e voila!’) eu decidi escrever essas passagens curtas como eu sempre fiz, usando as minhas próprias mãos. A felicidade que eu senti documentando esses contos não é diferente de ouvir uma música que eu acabei de gravar e estou esperando para compartilhar com o mundo, ou ler uma página primitiva de um diário em um caderno manchado, ou até mesmo de ouvir a minha voz rebatendo entre pôsteres do KISS na minha parede quando eu era criança.

Isso certamente não significa que estou me aposentando do meu emprego principal, mas me dá um lugar onde eu posso colocar luz em cima do que é ser um jovem em Springfield, Virginia, andando pela vida e vivendo os sonhos malucos que eu tinha quando era um jovem músico. Desde cair na estrada com o Scream aos 18 anos de idade, até minhas experiências com Nirvana e Foo Fighters, tocar com Iggy Pop, tocar no Oscar ou dançar com o AC/DC e a Preservation Hall Jazz Band, tocar bateria com Tom Petty ou conhecer Sir Paul McCartney no Royal Albert Hall, histórias de ninar com Joan Jett ou a chance de conhecer Little Richard, até viajar meio mundo para uma noite épica com as minhas filhas… a lista é gigantesca. Eu estou ansioso para focar a lente pela qual eu vejo essas memórias um pouco melhor para vocês com muita empolgação.

LEIA TAMBÉM: músico transforma “Everlong”, hit do Foo Fighters, em Jazz