Thiago Elniño
Crédito: Ana Beatriz
 

O rapper fluminense Thiago Elniño lançou nas plataformas digitais o terceiro álbum da carreira, Correnteza.

O disco apresenta 11 faixas e chega acompanhado do clipe feito para a música “Dia de Saída”, parceria com o músico pernambucano Zé Manoel.

O single traz uma representação sobre como o mundo enxerga a população preta e sua cultura, além de chamar por dias melhores.

Continua após o vídeo

“Esse é um momento onde temos poucas perspectivas enquanto humanidade. Ainda assim, você tem que entender que as coisas podem dar errado dando certo, ou dando o menos errado possível, e a única opção que a gente tem é seguir em frente tentando estar o melhor que pudermos. Nesse momento, precisamos ser correnteza,” afirma Thiago, que também é pedagogo e vê o movimento das águas como símbolo de força e perseverança.

O novo trabalho de estúdio está permeado por referências da cultura negra, como o afrobeat de Fela Kuti, o samba e a música de terreiro.

“Fela Kuti é meu maior ídolo na música. Em ‘Correnteza’, acredito que, enfim, essa influência se mostrou de forma mais direta na sonoridade,” diz Thiago, que busca incorporar outros gêneros ao rap.

Anteriormente, o artista havia lançado o álbum Pedras, Flechas, Lanças, Espadas e Espelhos (2019). Elniño estreou em 2017 com o disco A Rotina do Pombo.