Britney Spears em 2012
Foto de Britney Spears via Shutterstock
   

Britney Spears se manifestou pela primeira vez sobre o recente documentário que aborda sua carreira e a polêmica batalha judicial entre ela e seu pai, James Spears.

Através de sua conta do Instagram, a cantora afirma que não assistiu a Framing Britney Spears: A Vida de uma Estrela na íntegra, porém revelou que ainda chora lembrando de algumas cenas que viu.

Não assisti ao documentário, mas pelo que eu vi fiquei constrangida pela forma como me retrataram. Chorei por duas semanas e, bem, eu ainda choro às vezes.

Britney Spears e Aerosmith

A mensagem foi acompanhada por um vídeo em que a diva aparece dançando ao som da música “Crazy”, do Aerosmith. No recado compartilhado com os fãs, Britney desabafou:

Minha vida sempre foi muito especulada, vigiada e julgada. Para minha sanidade, preciso dançar ao som de Steven Tyler todas as noites da minha vida para me sentir selvagem, humana e viva!

Eu fui exposta minha vida inteira me apresentando à frente das pessoas. É preciso muita força para confiar no universo com sua verdadeira vulnerabilidade, porque sempre fui tão julgada, insultada e envergonhada pela mídia, e ainda sou até hoje.

Enquanto o mundo continua girando e a vida continua, nós continuamos frágeis e sensíveis como pessoas.

O documentário que aborda detalhes da vida da cantora está tendo uma repercussão muito grande. O movimento #FreeBritney, contra a tutela do pai da diva, ganhou ainda mais força após o lançamento do longa.

Celebridades como Miley Cyrus, Sarah Jessica Parker e Justin Timberlake utilizaram a hashtag de apoio em algumas publicações. O último, que é ex-namorado de Britney, inclusive se desculpou recentemente pelo comportamento que teve após o fim da relação com a cantora.