The Beatles
   

Ringo Starr contou recentemente quais foram os seus momentos favoritos tocando bateria durante a carreira, e claro que as músicas dos Beatles não ficariam de fora.

Enquanto divulga o seu novo livro Ringo Rocks: 30 Years of the All Starrs, sobre a trajetória do seu supergrupo formado em 1989, o músico foi questionado pelo Yahoo! Entertainment (via NME) a respeito daqueles que considera como seus melhores momentos como baterista.

Eu costumava dizer ‘Rain’ porque eu sentia que ali era outro personagem tocando bateria. Do jeito que eu toco, eu gosto mais de intervalos e tom-toms, e [Rain] foi para a caixa. Então eu costumava dizer isso e acabava levando as pessoas à loucura.

Além de citar a faixa “Rain”, que integra a coletânea Hey Jude lançada pelos Beatles em 1970, o lendário baterista comentou sobre mais duas faixas e contou uma situação que viveu com Paul McCartney.

‘Let It Be’ – nada mal. Quero dizer, ‘Paperback Writer’ arrasa. A loucura é que, quando ‘Let It Be’ [reedição] foi lançada, a remasterização, eles tinham esse novo sistema [de som surround], Atmos, e fomos à Inglaterra por ele.

E Paul [McCartney] e eu estávamos no meio de uma multidão de pessoas ouvindo, e eu disse, ‘Estou muito ocupado nesse álbum!’ Eu disse a ele que estava muito ocupado. Você sabe, esses são apenas pensamentos que passam pela minha cabeça.

Ringo Starr não citou outros exemplos, mas confessou que tocando com a All Starr Band ele está se segurando ainda mais do que quando estava nos Beatles.

Porque se você está cantando, não precisa que eu faça solos de bateria! E é assim que sempre toquei. Nunca fiz um solo de bateria. Eu quero estar principalmente na banda e tocar atrás desses caras, ajudá-los a subir e descer e continuar seguindo com o Rock.

   
 
Compartilhar