Mike Shinoda na Tailândia em 2011
Foto de Mike Shinoda via Shutterstock
 

Mike Shinoda comentou os altos e baixos do Nu Metal em uma nova entrevista.

À Kerrang! Radio (via The PRP), o guitarrista do Linkin Park falou sobre o movimento que tem assistido nestes últimos anos.

Leia:

Honestamente, eu vivi sei lá quantas reclamações de ‘Tal coisa está morta, tal coisa é cafona.’ E isso dá voltas. O Nu Metal passou de ser a maior coisa do planeta para a coisa mais brega do planeta e para a coisa mais legal novamente.

O que quero dizer é que essas coisas são normais e temos uma nova geração de artistas — não apenas rappers -, mas artistas em geral que estão injetando muito rock e outros estilos em suas músicas. É emocionante — eu não odeio isso.

Para dar exemplos, Mike citou nomes como Iann Dior, 24KGoldn, Post Malone — a quem chamou de “estrela do rock” – e Trippie Redd.

Ele finaliza:

É parte da missão do Linkin Park. Éramos chamados de Hybrid Theory (‘Teoria Híbrida’) antes do disco e desempenhamos um papel nisso — nenhum de nós tentou alegar que fomos quem quebrou as fronteiras entre os gêneros, mas desempenhamos um papel na quebra das fronteiras entre os gêneros. E é engraçado porque alguns da nova geração nem sabem como as coisas eram antes de bandas como nós, ou então como álbuns como ‘Hybrid Theory’ e assim por diante mudaram a maneira como as pessoas olhavam para a música.

Confira a entrevista abaixo.

Mike Shinoda

 
 
Compartilhar