Gabriel O Pensador faz reflexão sobre cultura do ódio e do cancelamento
Reprodução / Instagram
 

Gabriel O Pensador compartilhou uma reflexão nesta terça-feira (23 de Março) que chamou a atenção de muitos internautas.

Em sua conta do Instagram, o rapper postou um vídeo em que começa mostrando o dedo do meio e com uma expressão facial séria para, como ele mesmo diz, “você dar play aqui, porque hoje as pessoas estão muito interessadas no conteúdo que tem ódio, raiva, xingamento e cancelamento”.

No vídeo, Gabriel aborda a cultura do cancelamento, o ódio gerado pelas divergências políticas e como a sociedade está cada vez mais preocupada em julgar o outro sem querer escutar uma opinião diferente.

Mas eu vim falar sobre isso porque eu acordei com um aperto no peito, físico mesmo, que é um sintoma de ansiedade como já diagnosticado para mim. Além disso aumentou muito nos últimos anos a depressão, tarja preta, o suicídio, todos esses índices que medem a nossa saúde mental, psicológica e eu acho que isso é fruto do desentendimento constante que existe na nossa sociedade.

O cantor aponta que esses índices aumentaram na época da “recente polarização política” e diz que por falar há muito tempo sobre o assunto em suas músicas ele fica “triste ao ver como o brasileiro é facilmente manipulado pelo teatro dos políticos”.

Recentemente isso veio com uma pitada de ódio cada vez maior entre as pessoas, não só contra os políticos, mas contra os próximos e aí ultrapassou a questão política.

Hoje a gente vê o pessoal assistindo ao BBB querendo escolher um para cancelar, para odiar, para detestar, massacrar, seja por isso ou por aquilo, porque o cara é mais de direita mais conservador, mais careta ou mais militante, mais aquilo.

Eu não assisti, não sei bem os detalhes, mas eu vi com muita tristeza esses sintomas e as pessoas achando muito maneiro que tão cancelando, tão odiando… então vale a pena a gente refletir.

Gabriel o Pensador, Família e Política

Em seguida, Gabriel compartilha sua opinião sobre histórias de amigos que estão tendo “desavenças sérias” com seus familiares, como filhos e filhas brigando com seus país por causa de política.

Se eu pudesse ter meu pai aqui na mesa comigo, hoje, seria tão bom. Ele não tá mais comigo, já partiu. Eu nunca tive desavenças ideológicas com ele, mas se eu tivesse eu ia saber relevar pra aproveitar o que ele tinha de bom pra me passar e o que eu tenho de bom para passar pra ele.

E isso não está acontecendo, galera. As pessoas não querem se ouvir. Ao invés de você vir aqui na rede social procurar alguém para xingar, procura alguém pra elogiar. Planta alguma coisa boa que você vai colher com certeza. Inspirado em pensamentos positivos você também vai inspirar outras pessoas.

O músico indica que é importante as pessoas se posicionarem, mas ao mesmo tempo elas precisam tentar “ter a mente aberta” para refletir sobre as diferentes opiniões.

E hoje todos os são os donos da verdade sem se aprofundar, sem ler um texto. Se o cara tá perdendo o emprego, ou já perdeu, ou fechando sua empresa e tá revoltado com o lockdown, ele tem que saber entender os motivos do lockdown e ouvir quem defende, ver os números, entender, aceitar, ver até onde ele tá certo ou tá errado.

Se o cara é a favor do lockdown e tá revoltado porque tem muita coisa aberta, muita gente desrespeitando, ele tem que entender também o lado de quem tá passando fome e precisa ir para a rua, e tem que haver o diálogo. Nem sempre vai se chegar a um consenso, mas tem que haver um pouco mais de abertura nas nossas mentes, isso é fundamental.

E esse aperto que eu sinto no peito que eu tenho sentido é fruto parece que dessa falta de diálogo, onde as mentiras valem mais do que as verdades na nossa sociedade hoje e há muito tempo.

O rapper finaliza seu vídeo dizendo que tem esperança que a mudança na mente consiga transformar o mundo, porém as pessoas precisam mudar para que isso aconteça de fato. Ele pede para que as pessoas se olhem no espelho antes de julgar e cancelar o outro.

Assista ao vídeo completo do cantor abaixo.

Após a publicação, o post recebeu comentários de personalidades como o músico Tico Santa Cruz, o humorista Carioca, o ator Marcelo Serrado, o guitarrista do Charlie Brown Jr., Marcão Britto e mais.

 
 
Compartilhar