Samuel Rosa com camisa do Cruzeiro
 

Quem acompanha a carreira de Samuel Rosa ou do Skank deve saber que o vocalista é apaixonado pelo futebol e, em especial, pelo Cruzeiro.

O time mineiro vive talvez a pior situação da sua história, se preparando para disputar a Série B do Campeonato Brasileiro pelo segundo ano consecutivo depois de uma campanha decepcionante no torneio em 2020, fracassando na tentativa de voltar à elite do futebol brasileiro.

Grande parte do motivo para isso estar acontecendo é a questão financeira, uma vez que a equipe celeste investiu pesado em anos anteriores e, pelo visto, não recebeu o retorno esperado. Pensando nisso, Samuel resolveu “cobrar” uma patrocinadora do rival Atlético e acabou virando chacota entre os torcedores do clube alvinegro.

Samuel Rosa pedindo patrocínio ao Cruzeiro

Nas redes sociais, em um post do próprio Cruzeiro, o vocalista comentou questionando a ausência da MRV como patrocinadora de seu time. Como exemplo, citou outras marcas que sempre apoiaram todos os clubes mineiros por terem forte presença no estado; ainda para argumentar a favor disso, escreveu:

Marcas que prosperam em BH e Minas Gerais devem sim muito aos consumidores na sua grande maioria cruzeirenses, atleticanos e americanos. Por que não dar retorno a esses clubes por igual? Ou eles só vendem apartamentos para atleticanos?

É claro que os atleticanos aproveitaram para tirar uma onda com o cara, e os torcedores até lembraram da icônica música “Esmola”, do Skank. Como você pode ver abaixo, até os cruzeirenses reclamaram da postura de Samuel — mas há aqueles mais esperançosos, que acreditam que a influência do cantor pode resultar em algo positivo para o time.

Quem sabe?

 
Compartilhar