Nas fala sobre nova geração de rappers
Divulgação / Spotify
 

Ao longo dos seus 30 anos de carreira, o rapper Nas ainda não tinha ganhado um Grammy. Sua primeira vitória foi neste domingo (14), na categoria Melhor Álbum de Rap.

Com o disco King’s Disease, lançado no ano passado, o rapper enfrentou os veteranos Freddie Gibbs com o disco Alfredo, Jay Electronica com A Written Testimony e Royce da 5’9” com The Allegory Royce, além do novato D Smoke com o álbum Black Habits.

Continua após o tweet

De acordo com o HipHopDx, o novo trabalho de Nas estreou em 5º lugar na Billboard 200, com cerca de 47.000 unidades equivalentes ao álbum vendidas em sua primeira semana. Por outro lado, apenas o single “Spicy” com Fivio Foreign e A$AP Ferg ficou nas paradas da Billboard Hot 100.

O sucessor de NASIR, lançado em 2018, foi o 13º álbum de estúdio do lendário rapper e contou com as participações de Charlie Wilson, Anderson .Paak, Big Sean, Don Toliver, Lil Durk e mais.

Inclusive, no ano passado conversamos no Podcast do TMDQA! sobre o disco e seus versos firmes que abordam a música atual, o poder em cheque nos Estados Unidos e a fragilidade dos mais ricos diante do racismo e da pandemia, ouça aqui.

Nas – King’s Disease

LEIA TAMBÉM: Nas diz que não se sente pressionado por nenhum rapper da nova geração

 
Compartilhar