A Voz Suprema do Blues
 

Sem dúvidas um dos grandes filmes de música dos últimos tempos, A Voz Suprema do Blues quebrou marcas históricas com indicações ao Oscar.

No total, foram cinco indicações ao filme que conta a história de Ma Rainey, uma influente cantora do Blues, diretamente da década de 1920. Os recordes, no entanto, foram relacionados às pessoas indicadas.

Além de Chadwick Boseman sendo nomeado de forma póstuma como Melhor Ator, o longa coloca Viola Davis em uma posição histórica ao se tornar a mulher negra mais indicada da história — ela já acumulava nomeações por Dúvida (2008), Histórias Cruzadas (2011) e Um Limite Entre Nós (2016). Agora, concorre novamente ao prêmio de Melhor Atriz pelo papel da própria Ma Rainey.

Mais ainda, outras duas mulheres negras — Mia Neal Jamika Wilson — se tornaram as primeiras a concorrem na categoria de Melhor Cabelo e Maquiagem. Por fim, aos 89 anos de idade, Ann Roth se juntou ao roteirista James Ivory e à cineasta Agnès Varda como as pessoas mais velhas a disputarem um Oscar após sua nomeação por Melhor Figurino na obra.

A Voz Suprema do Blues ainda teve uma indicação por Melhor Design de Produção e certamente tem tudo para ser um dos grandes vencedores da noite; o Oscar vai ao ar no próximo dia 25 de Abril e você pode conferir a lista completa dos indicados por aqui.