Sharon e Ozzy Osbourne
Foto de Sharon e Ozzy Osbourne via Shutterstock
 

Nos últimos dias, a entrevista de Meghan Markle com Oprah Winfrey foi um dos assuntos mais comentados do mundo e as confusões internas da família real britânica acabaram afetando até mesmo Sharon Osbourne, a icônica esposa de Ozzy Osbourne.

Pois é: a empresária estava participando do programa The Talk, na emissora CBS dos EUA, quando o assunto surgiu e ela falou sobre como sentia estar “prestes a ser colocada na cadeira elétrica por ter um amigo que muitas pessoas acham que é um racista” — no caso, ela se referia ao apresentador britânico Piers Morgan, que pediu demissão do Good Morning Britain após comentários desacreditando nas palavras de Markle e a criticando por ter falado sobre seus pensamentos suicidas por conta do racismo que alegou sofrer da família real.

O cara basicamente disse que a esposa do Príncipe Harry deveria ter considerado o impacto que suas palavras vão ter na vida da Rainha Elizabeth, cujo marido, o Príncipe Philip, está hospitalizado aos 99 anos de idade.

Naturalmente, os comentários de Sharon geraram muita repercussão nas redes sociais e ela se sentiu no dever de emitir um comunicado de desculpas explicando a situação. Você pode lê-lo a seguir na nossa tradução ou na íntegra em inglês pelo Tweet ao final da matéria.

Pedido de desculpas de Sharon Osbourne

Depois de alguma reflexão, depois de sentar com seus comentários & sentar com meu coração eu gostaria de falar sobre a discussão no ‘The Talk’ nesta última quarta-feira. Eu sempre fui abraçada com muito amor & apoio pela comunidade negra & eu tenho um profundo respeito & amor pela comunidade negra. A todas as pessoas de cor que eu ofendi e/ou a qualquer um que se sinta confuso ou decepcionado com o que eu disse, eu peço sinceras desculpas.

Eu fiquei em pânico, me senti atacada pelas costas, fiquei na defensiva & permiti que meu medo & horror de ser acusada de ser racista me dominasse. Há poucas coisas que machucam meu coração mais do que o racismo então me sentir associada com isso me fez ficar doida! Eu não sou perfeita, eu ainda estou aprendendo como o resto de nós & vou continuar aprendendo, ouvindo e fazendo melhor.

Por favor me ouçam quando eu digo que não passo pano para o racismo, misoginia ou bullying. Eu deveria ter sido mais específica sobre isso no meu Tweet [em que defendia Morgan]. Eu sempre irei apoiar a liberdade de expressão, mas agora eu vejo como eu sem querer acabei não fazendo essa distinção com clareza.

Eu espero que nós possamos coletivamente continuar aprendendo um com os outros & com nós mesmos para que possamos todos continuar a abrir o caminho para um crescimento & mudança muito necessário. A comunidade nessa plataforma significa muito para mim. Eu espero que possamos todos nos responsabilizar por nossas atitudes, com compaixão & amor durante esse tempo poderoso de abrir o caminho para tantas mudanças tão necessárias.

 
 
Compartilhar