SadBoots
Crédito: divulgação
 

A banda mineira SadBoots lançou nas plataformas digitais o clipe “Hellhound Waltz”, que antecipa o primeiro álbum cheio do grupo, previsto para sair ainda neste ano.

O vídeo, dirigido por Ruth Flôres e Damien Bugemhagem, mostra os integrantes ao redor de uma mesa com bebidas. As imagens em preto e branco, de aspecto envelhecido, lembram um filme antigo.

A letra da canção, que carrega influências do rock e do blues com elementos de música clássica, fala sobre a lenda de Robert Johnson (1911-1938), uma das histórias mais conhecidas e assustadoras da música.

Formada por Lucas Gomes, Lucas Brito, Filipe Sartoreto e Gustavo de Angelis, a SadBoots estreou em 2020 com o EP Shoeshine.

Rematte

Rematte
foto: Jean Ribeiro

O quarteto cearense Rematte disponibilizou nas plataformas de streaming o clipe da música “A Cerca”, através do selo Electric Funeral Records.

Realizado pela Vomor Produções, o vídeo teve a direção de Vicente Ferreira e denuncia o impacto da desigualdade social territorial em Fortaleza, potencializada pelas obras do governo estadual e de empreendimentos imobiliários que separam uma parcela mais pobre da população de forma cruel e violenta.

A banda contou com a parceria do coletivo Nigéria Filmes, que cedeu trechos de seu acervo, como a série documental Cartas Urbanas, que aborda justamente a reflexão territorial urbana.

“Gostaríamos de falar sobre nossa cidade e inserir imagens fortes, que dialogassem com a densidade do que a letra da música diz. Não demorou em pensarmos na Nigéria, que já é conhecida por suas obras de impacto e apelo social”, explica o baterista Álvaro Abreu.

“Trocamos uma ideia com os caras, e eles toparam! O ‘Cartas’ caiu como uma luva para o clipe, pois mostra exatamente o que essas ‘cercas’ de desigualdades sociais podem causar aos mais desfavorecidos,” completa ele.

O grupo, também formado por Daniel Gadelha (vocal), Jonas Monte (baixo) e Thiago Barbosa (guitarra), liberou anteriormente o single “Sob o Luar”.

Victor Mus

Victor Mus
foto: João Suprani

O cantor e compositor carioca Victor Mus liberou no YouTube os registros ao vivo das músicas “Cheiro de Pão” e “Qualquer Chão é Caminho”.

Os vídeos foram gravados no Circo Voador durante um dos últimos shows do artista em 2020, antes da quarentena.

Na ocasião, o músico abriu a apresentação de Vanessa da Mata e divulgava o EP Meus Nós, lançado no final de 2019. Victor havia estreado dois anos antes, como o compacto Chão de Terra.

Veja Luz

Veja Luz
foto: Duane Cartaxo

A banda paulistana Veja Luz divulgou recentemente o clipe feito para a música “Enquanto a Cidade Dorme”, que dá nome ao EP lançado em 2020.

O vídeo, dirigido pelo cineasta Duane Cartaxo, mostra imagens de São Paulo à noite, valorizando o processo cotidiano das grandes metrópoles e os trabalhadores nas ruas.

Nas cenas, os integrantes também aparecem circulando, de carro ou a pé, por diversos pontos da cidade.

“É preciso provocar reflexões em todos os momentos para tenhamos uma sociedade mais atenta com o próximo e disposta a se doar um mínimo que seja para melhorar o cotidiano de alguém, sobretudo em um momento como o que estamos vivendo, onde somente o afeto pode nos tirar do obscurantismo e nos trazer à luminosidade,” comunica o grupo, que quis retratar o lugar onde mora e seus personagens em tempos de pandemia.

Luvie

Luvie
foto: divulgação

A cantora e compositora carioca Luvie liberou nas plataformas de streaming o clipe feito para a faixa “Por Um Segundo”.

Em estética lisérgica, o vídeo, dirigido por Erick de Souza, é inspirado na simbologia do corvo e mergulha no sagrado feminino junto com a sensualidade da mulher.

“A música explora o poder da sensualidade feminina que ao longo da formação da nossa sociedade foi tão temida, reprimida e controlada pelo patriarcado. Estamos vivendo mais um momento de evolução na mudança desses paradigmas e retomando um local de poder e validação das sensações femininas, da intuição, dos ciclos, da conexão com outras mulheres e com a própria natureza”, começa Luvie.

“O momento é uma oportunidade de levantarmos essas questões. ‘Por um Segundo’ representa as bruxas, os místicos, aqueles que buscam conexão e se abrem para as experiências mais verdadeiras nas suas jornadas,” complementa a artista, que deve lançar seu EP de estreia, Blackmoon, no mês que vem.

Sua sonoridade é influenciada pelo rock alternativo, dream pop, indie, trip hop, shoegaze e stoner, remetendo a nomes como Portishead, Massive Attack, Radiohead e PJ Harvey.