Shows não devem voltar a acontecer no Texas
Foto stock por shbs via Pixabay
   

Como você deve ter visto recentemente, os governadores do Texas e do Mississippi, nos EUA, decidiram reabrir o comércio (inclusive casas de shows) com 100% da capacidade e retirar a obrigatoriedade do uso de máscaras.

A ideia de Greg Abbott Tate Reeves, ambos Republicanos, é retomar a economia de seus estados e aparentemente aplicar algum tipo de teoria quase-holística para fazer com que a pandemia acabe ao simplesmente agir como se ela já tivesse acabado.

Ainda assim, felizmente, muitos dos cidadãos sabem que não é assim que as coisas funcionam e é exatamente isso que disseram alguns dos donos de casas de shows no Texas.

Como conta a CoS, alguns empresários deixaram bem claro que não vão retomar suas atividades neste momento porque sabem que os custos — tanto financeiros quanto pessoais — podem ser muito maiores caso as coisas sejam feitas com pressa, como sugerem os governadores.

Reabertura de casas de shows no Texas

De acordo com Steve Wertheimer, dono do Continental Club em Austin, no Texas, a casa continuará fechada pois seu estabelecimento vai seguir as recomendações do CDC — o órgão que controla doenças no país. Na mesma cidade, o Mohawk (figurinha carimbada no festival SXSW) também deixou claro que não vai aproveitar as mudanças de Abbott.

Quem teve palavras mais duras em relação ao governador foi Jack McFadden, que é um dos curadores de eventos com o festival Austin City Limits e com a casa de shows 3Ten:

Abbott e os Republicanos são RUINS PARA OS NEGÓCIOS. Eu literalmente acabei de confirmar uma dúzia de shows com distanciamento social para o verão que terão que ser cancelados porque [Abbott] decidiu tirar a obrigatoriedade de máscaras, logo [vai haver uma] 4ª onda. ELE PODERIA NÃO TER FEITO NADA.

É… complicado.

LEIA TAMBÉM: “Foda-se”: 50 Cent diz que vai se mudar para o Texas após liberação de shows

   
 
Compartilhar