Tony Iommi, do Black Sabbath
 

Qualquer fã de Heavy Metal que se preze conhece o lendário riff de “Iron Man”, do Black Sabbath, e recentemente Tony Iommi falou sobre como ele surgiu de uma maneira bem inusitada.

Em entrevista com o Songfacts (via Metal Injection), o guitarrista explicou que foi uma sessão de improviso iniciada pelo baterista Bill Ward que deu origem a tudo:

Eu estava em uma sala de ensaio e o Bill começou a tocar esse boom, boom, boom. Ele começou a fazer isso e eu só comecei [faz os barulhos que vêm antes do riff] e surgiu essa coisa e eu pensei, ‘Isso é legal.’ O Bill continuou tocando, e eu só fui pra esse riff.

A maioria dos riffs que eu fiz surgiram na hora, e esse foi um deles — só surgiu. Veio com a bateria, [com] o que o Bill estava tocando. Eu só vi essa coisa na minha mente de alguém se aproximando estranhamente de você, e só soava como esse riff. Na minha cabeça, eu podia ouvi-lo como um monstro, então eu criei aquele riff naquele exato momento.

Que baita improviso, hein?

Tony Iommi e as músicas definitivas do Black Sabbath

Na mesma conversa, Iommi ainda comentou sobre como não acredita que “Paranoid” seja uma das melhores músicas do Black Sabbath. Para eles, as canções “definitivas” são outras duas:

Eu sempre me lembro de ‘Black Sabbath’. E ‘Iron Man’. Muita gente diz ‘Paranoid’, mas a música foi escrita só pra complementar o álbum — nunca houve a intenção de ser nada além disso. Mas virou um single porque era uma música curta, e porque virou o que virou, a maioria das pessoas nos conhecia por conta de ‘Paranoid’ naqueles dias.

Você pode ler a entrevista completa (em inglês) por aqui.

 
Compartilhar