Iggor Cavalera explica porque não aceitou o convite para tocar no Guns N' Roses
Reprodução / YouTube
 

Recentemente o lendário baterista Iggor Cavalera explicou o motivo de ter recusado o convite para se juntar ao Guns N’ Roses.

Durante uma entrevista com o pessoal do Heavy Talk (via Whiplash), o músico que fundou a banda de metal Sepultara ao lado do seu irmão Max Cavalera foi questionado sobre o que exatamente aconteceu no final dos anos 90 quando ele foi convidado para integrar a banda liderada por Axl Rose, mas teria recusado por considerar uma “roubada”:

Cara, eu não diria que eu achei que era uma roubada. Eu estava muito focado na época, foi quando meu irmão (Max) saiu [do Sepultura] e eu estava querendo continuar a história com o Sepultura.

Chegou este telefonema pra mim, achei muito legal os caras terem pensado em mim, mas eu não topei, não tinha como parar as coisas pra entrar no Guns N’ Roses.

Até mesmo [porque] eu não sou fã do Guns N’ Roses, então seria uma coisa que eu iria fazer por experiência ou qualquer outro tipo de coisa.

Em tom de brincadeira, Iggor ainda comentou sobre o intervalo de tempo entre os discos do Chinese Democracy, lançado em 2008 e o seu antecessor The Spaghetti Incident?, de 1993.

Mas parece que meu radar estava bom porque demorou quase 20 anos para sair o disco deles, então se eu tivesse parado tudo para fazer eu ia ficar muito tempo na geladeira.

Confira o trecho e o bate-papo completo nos vídeos abaixo.