Ozzy Osbourne
 

Ozzy Osbourne é uma daquelas pessoas que têm inúmeras histórias para contar, e uma das mais bizarras aconteceu durante seu tempo na reabilitação.

Em 1996, ele participou do programa de Howard Stern e falou mais sobre esse período. A gente te contou um pouco sobre isso nessa matéria aqui, onde focamos na parte em que ele abre o jogo sobre como foi convencido a ir à clínica apenas por acreditar que haveria um bar por lá.

Acontece que no mesmo papo ele também relatou a sua experiência social no centro de reabilitação, já que ele dividiu quarto com um agente funerário (!). Nas palavras do próprio Ozzy:

Eu estava dividindo [quarto] com um agente funerário. E ele estava sempre nervoso e, tipo, você não consegue ter um quarto só para si mesmo. E esse cara estava sempre chorando e eu ficava, tipo, ‘Cala a boca! Por que você está chorando?’ Tipo, esse cara era mais velho que meu pai, cara! E meu pai está morto há 50 anos!

E ele falava, tipo, ‘Ah, eu estou tão deprimido’. E eu, ‘Está deprimido por quê?’ E ele, ‘Estou deprimido porque trabalho com corpos mortos.’ E eu, ‘Então você está no lugar certo, cara.’E esse cara roncava igual um elefante! […]

E aí eles vêm falar comigo um dia e eles falam, ‘É tudo parte da comunidade, você tem que ajudar as pessoas.’ [Stern: ‘E vocês sentavam em grupo para falar de problemas? O que você falava?’] Olha, eu não sou burro. Eu logo peguei o jeito da coisa. [Stern: ‘Então você só entrava no jogo, porque você não queria parar de usar’] Sim.

Eventualmente, Osbourne admitiu que aprendeu, sim, algumas coisas interessantes durante esse período de reabilitação. Ainda assim, é de se esperar que essa divisão no mínimo curiosa de quarto tenha tido um papel em “incentivar” o músico a sair logo de lá…

Você pode ver a entrevista na íntegra pelo vídeo abaixo.

Ozzy Osbourne dividindo quarto com agente funerário

 
 
Compartilhar