Barcelona tem protestos por prisão de rapper
Reprodução/YouTube
 

Nos últimos dias, te contamos sobre como o rapper espanhol/catalão Pablo Hasél foi preso em Lérida.

Ele foi detido na última terça-feira (16 de Fevereiro) após ser acusado de “glorificar o terrorismo” e fazer insultos contra a monarquia da Espanha e a força policial em seus tweets e em suas músicas.

A ação das autoridades foi extremamente criticada por órgãos como a Anistia Internacional e também por personalidades como o diretor Pedro Almodóvar e o ator Javier Bardem, que pediram a liberação do músico para que exista uma verdadeira liberdade de expressão.

Desde então, protestos têm tomado conta do país e em Barcelona, parte da região catalã e próxima a Lérida, a situação ficou realmente complicada no último sábado (20). Pedaços turísticos, como o Passeig de Gràcia e o Palau de la Música foram depredados por manifestantes, que também deixaram graffitis contra a monarquia e a polícia.

No total, a NPR informa que já foram 31 pessoas presas em Barcelona, duas em Tarragona e uma em Lérida. Outras cidades fora da região catalã, como Madri e Pamplona, tiveram manifestações pacíficas — na segunda cidade, aliás, há relatos de investidas da polícia contra o público.

Clique nos links a seguir para ver ver vídeos e fotos dos protestos.

Prisão de Pablo Hasél em Barcelona

Pablo Hasél se refugiou na Universidade de Lérida junto com um grupo de apoiadores na última segunda-feira (15) depois de não ter se apresentado à polícia na semana passada para cumprir uma pena que havia sido determinada em 2018.

A polícia catalã invadiu o local e prendeu Pablo, que a princípio irá cumprir uma pena de nove meses de prisão. Saiba mais sobre suas últimas declarações antes da cadeia por aqui.

 
Compartilhar