Attila agride seguranças durante show
Reprodução/Instagram
 

Em 2018, a banda Attila esteve envolvida em uma confusão bem grande depois de um show em Las Vegas, nos EUA.

O grupo de Metal liderado pelo vocalista Chris Fronzak virou notícia por ter agredido os seguranças que trabalhavam no evento, além de tê-los xingado de cima do palco. Vários registros do incidente surgiram nas mídias sociais, mas o cantor explicou na época por que tinha partido para as vias de fato:

 Cara eu queria que vocês pudessem ver tudo que eu vi do meu ponto de vista. Claro que os vídeos só me mostram depois que eu perdi a porra do controle. Os vídeos não mostram esses filhos da puta abusivos que estavam enforcando meus fãs e os jogando com força no concreto…

Por um tempo, o caso ficou quieto. Mas agora, os seguranças envolvidos no show — Patrick Anderson Russell Miner — abriram um processo judicial contra todos os membros do Attila, afirmando que os integrantes estavam “partindo para cima, socando, atacando, chutando, jogando objetos e/ou acertando” os trabalhadores durante o show.

Como conta o The PRP, eles alegam ter sofrido lesões na cabeça, pescoço, costas e ombros, dizendo ainda que algumas sequelas podem ser permanentes. A casa de shows da ocasião, Hard Rock Live, também está sendo acusada de não oferecer “abrigo seguro” aos seguranças.

Em um novo Tweet, Fronzak disse apenas que eles estão “claramente entediados” e avisa que “o processo vai mostrar a verdade”, voltando a garantir que “seguranças estavam abusando nossos fãs”. Você pode ver a publicação abaixo, bem como vídeos do incidente.

 

View this post on Instagram

 

A post shared by Kaden Henselen (@kadenjamesltd)

 
 
Compartilhar