Cantor Belo
 

O cantor Belo foi preso em Angra dos Reis, estado do Rio de Janeiro, por realizar um grande show no meio da pandemia do novo Coronavírus.

Marcelo Pires Vieira, conhecido como um dos principais nomes do pagode brasileiro há longos anos, é investigado por causa de uma apresentação no Complexo da Maré, na Zona Norte do Rio de Janeiro, realizada mesmo com todas as restrições do Carnaval 2021 por causa da COVID-19.

O evento aconteceu no dia 13 de Fevereiro na Escola Municipal do Parque União, e como não tinha autorização da Secretaria Municipal de Saúde, uma investigação policial está em curso por conta da invasão ao colégio.

Prisão do cantor Belo

Além de Belo, há mandados de prisão preventiva contra Célio Caetano e Henrique Marques, sócios da produtora que realizou o show.

Segundo o G1, o mesmo foi feito em relação a Jorge Luiz Moura Barbosa, conhecido como Alvarenga e apontado como chefe do tráfico no Parque União.

A assessoria de Belo ainda não se pronunciou a respeito do caso, mas vale lembrar que à época do show, ele mesmo disse para a TV Globo que “seguiu todos os protocolos”:

Fizemos o show seguindo todos os protocolos. Não temos controle do geral. Isso nem os governantes têm. As praias estão lotadas, transportes públicos, e só quem sofre as consequências são os artistas. Que foi o primeiro segmento a parar, e até agora não temos apoio de ninguém sobre a nossa retomada. Sustentamos mais de 50 famílias.

   
 
Compartilhar