Romero Ferro
Crédito: divulgação
   

O cantor e compositor Romero Ferro lançou a versão acústica do single “E Se Não Era Amor”.

A música marca a estreia do pernambucano como artista do selo Milk Music e conta com a participação de Duda Brack.

A canção, que nasceu durante a quarentena, foi lançada em Outubro passado, ganhando agora esta repaginada.

“Ambas as versões me representam, mas tem obras que ficam mais viscerais quando você as coloca em um contexto mais limpo, de voz e violão, foi exatamente o que aconteceu,”  afirma Romero, que em 2019 liberou o disco FERRO.

Para Duda, a versão acústica se conecta mais diretamente com os fãs.

“Acho que o trabalho do Romero tem uma proposta estética de sonoridade, assim como o meu. Ao longo da quarentena fui desenvolvendo muita coisa de voz e violão, por conta das lives, e ele veio trazendo a ideia nesse mesmo sentimento de conexão mais fluida. A gente super se conectou nesse lugar,” comenta a gaúcha.

Paulo Tó e Pedro Santos

Paulo Tó e Pedro Santos
foto: divulgação

A dupla Paulo Tó e Pedro Santos divulgou nas plataformas digitais o clipe feito para a música “Viúva & Cria”.

O vídeo foi dirigido pelo francês Nicolas Corman, que incluiu fotos e filmagens que o seu avô registrava em uma câmera Super 8 de momentos familiares.

Este é o segundo lançamento do projeto DOMiNGO e o quinto single lançado pelo duo. A música fala sobre uma mulher chamada democracia.

“A letra foi feita com o desafio de tentar descrever essas duas personagens femininas, historicamente tão subjugadas. A viola, o baixo e os beats eletrônicos, que entram progressivamente, criam as cores e as tensões desse conto,” explica Pedro.

Sobre DOMiNGO, o músico afirma: “Esta é uma experimentação entre dois amigos que amam música, uma brincadeira sonora em que juntamos nossas criações. Compor é um risco e este projeto é uma resposta íntima de quem está vivendo em um país cansado, fraturado e dividido. E é aí que a música torna-se um espaço possível de compreensão e convívio, para construir e sonhar”.

Dionísio Afoito Num Quarto

Dionísio Afoito num Quarto
foto: divulgação

O cantor e compositor Jean Cruz liberou nas plataformas de streaming o primeiro álbum de seu projeto solo Dionísio Afoito Num Quarto.

Homônimo, o disco apresenta dez canções que focam no experimentalismo do rock como
pano de fundo.

Coautor do duo Cruz & Jobim, Jean também já havia lançado o EP Solidão e o álbum Desencontro, ambos em 2018.

O nome de seu novo projeto foi inspirado pelo isolamento social, quando o músico viveu a angústia de meses preso em um quarto.

Ele então aproveitou o enclausuramento para realizar todo o processo criativo e de produção do trabalho, desde a composição até a masterização.

Neiva

Neiva
foto: divulgação

O cantor, compositor e produtor musical carioca Neiva disponibilizou através do selo Cavaca Records seu sétimo álbum de estúdio, tanto..

O disco apresenta dez faixas e passeia entre o experimental, jazz, indie e tons da música brasileira, trazendo participações do clarinetista norte-americano Mike Watson, da pianista catalã Bru Ferri e do percussionista e ativista zimbabweano Dwayne Kapula.

Também aparecem nas gravações os músicos Augusto Feres, Marcos Thanus, Marcelo Callado, Mari Romano, PH Rocha e Daniel Duarte.

O novo trabalho de estúdio encerra a série Guerras Íntimas, iniciada com filho., de 2019, e abre caminho para um outro ciclo que expõe reflexões sobre gênero, raça e a vivência de um jovem adulto em um mundo com remotas esperanças para o futuro.

“Dentro do projeto, como um todo, a intenção é discutir de que forma a violência perpassa inclusive as nossas relações de maior intimidade. ‘Guerras Íntimas’ é sobre lutas não-necessariamente explícitas e físicas. É talvez sobre o lado feminino de uma luta, pensando nas polaridades Yin-Yang. Dentro disso, o lado ‘Yin’, mais subjetivo, feminino e de ‘sombra’ é o ‘filho.’. E o lado Yang, ‘luz’ que mergulha pra fora e em direção ao Sol é o ‘tanto.’,” define Neiva.

Vanessa Krongold

Vanessa Krongold
foto: divulgação

A cantora e compositora Vanessa Krongold, vocalista do Ludov há 18 anos, lançou nas plataformas digitais seu álbum de estreia solo, Singular.

O disco apresenta nove faixas e uma delas, “À Queima-roupa”, teve clipe liberado no YouTube recentemente.

O vídeo foi dirigido por Tata Pierry, que também comandou trabalhos de Letrux, Bárbara Eugênia e Leela. Por causa da pandemia da Covid-19, as filmagens aconteceram principalmente na casa de Vanessa ou a céu aberto, com equipe super reduzida.