Fernando Collor, Bruno Gagliasso e Jair Bolsonaro
Fotos via Wikimedia Commons

Muita gente não se lembra, mas Fernando Collor foi um dos presidentes mais escorraçados da história do Brasil.

Isso aconteceu em grande parte devido à sua polêmica política econômica, que envolveu confiscar as poupanças do povo brasileiro por um período absurdo de 18 meses com o objetivo de reduzir a inflação (o que não aconteceu). Também surgiram diversas denúncias de corrupção, resultando em um impeachment em 1992 — dois anos após a sua eleição.

Por incrível que pareça, Collor não é apenas um político eleito atualmente. Informações recentes mostram que o ex-presidente está assessorando o atual mandatário Jair Bolsonaro em questões econômicas, fato que deixou o ator Bruno Gagliasso indignado a ponto de fazer uma publicação sobre o assunto.

Continua após o Tweet

Bruno Gagliasso, Collor e Bolsonaro

Ele escreveu que “chega a ser uma piada esse presidente [Bolsonaro] que representaria tudo de ‘novo’ trazer pra ser seu conselheiro ECONÔMICO um sujeito que fez tantas famílias sofrerem com sua política econômica”, definindo ainda como “um escárnio” a parceria “BolsoCollor”.

Acontece que o ex-presidente, provavelmente por meio de sua assessoria, resolveu responder o ator. Collor escreveu:

Sujeito, para de espernear e querer lacrar. Aproveita o tempoooo vago e vai fazer algo de útil pelo Brasil. Se não conseguir, vai para Noronha e para de encher o saco.

Naturalmente, a troca de mensagens viralizou com forte apoio a Bruno, que também complementou sua reclamação de forma ainda mais direta em outro post:

Ta querendo palco, irmão? Eu não ganho dinheiro do povo pra estar no Twitter ofendendo os brasileiros. Eu sou um brasileiro pagador de impostos e você é meu funcionário. Vai trabalhar e me respeite.

Você pode ver os Tweets logo abaixo, bem como outras publicações de Bruno com respostas aos fãs que comentaram sobre o assunto.